cab hoquei

Não só de homens se faz o sucesso. A história ensinou-nos isso e no passado fim-de semana tivemos mais um exemplo. Se, no hóquei masculino, o panorama a nível internacional é bom, com a final four de ambas as provas a contarem com equipas portuguesas, no hóquei feminino não se podia pedir mais.

As jogadoras do Benfica, em ano de estreia na Taça Europeia de Clubes Femininos, não fizeram por menos e conquistaram o tão desejado troféu.

Antes de irmos aos dois jogos que antecederam a festa, convém relembrar o percurso do Benfica. Nos quartos-de-final, as encarnadas defrontaram as espanholas do CP Voltrega, somente uma das melhores equipas do mundo no panorama do hóquei feminino e favorita número um à conquista da prova, tendo-a já vencido por três vezes. Mas estes palmarés não assustaram as portuguesas, que surpreenderam as espanholas com um 8-3 em Portugal, tendo sofrido como campeãs na Catalunha e perdido por 6-2, o que lhes valeu o apuramento para a final four.

E seria aí que tudo se resolveria. Diz o povo que não devemos voltar ao sítio onde já fomos felizes, mas isso fez temer as jogadoras benfiquistas. De volta à Catalunha, desta vez a Manlleu, o Benfica encontrava na meia-final a equipa da casa, CP Manlleu, estreante na prova também, mas com uma grande prestação na liga espanhola e vencedora da Copa de Reina. Antevia-se um jogo complicado, como é sempre que se joga no terreno do adversário nesta fase da prova.

As campeãs Fonte: Facebook do Sport Lisboa e Benfica- Modalidades
A foto da consagração das ‘meninas de ouro’
Fonte: Facebook do Sport Lisboa e Benfica- Modalidades
Anúncio Publicitário

Mas, carregadas por um espírito e uma garra enormes, as benfiquistas deram a volta ao favoritismo caseiro e venceram por 4-2, com golos de Marlene Sousa, Inês Marchante e Rita Tereso, a bisar. As estreantes portuguesas entraram a vencer por 2-1 e permitiram o empate, mas uma rápida reacção permitiu fazer o 3-2 e o 4-2. Na outra meia-final, as francesas do US Coutras venceram por 4-1 a equipa alemã do ERG Iserlohn.

A tão desejada final seria contra as francesas, e o Benfica não tremeu. Com uns expressivos 5-2, o Benfica fez história. Marlene Sousa, por quatro vezes, e Sofia Vicente deram o primeiro troféu ao Benfica, que chegou a vencer por 4-1 ao intervalo. O Benfica era assim a primeira equipa não-espanhola a vencer a Taça Europeia de Clubes Femininos em nove edições.

Sem conhecer o sabor da derrota em jogos nacionais há dois anos (e em provas internacionais só teve uma derrota), a equipa do Benfica mostrou que com trabalho é possível alcançar grandes feitos.

Foto de capa: Facebook CERS

Comentários