Cabeçalho modalidadesSporting CP e SL Benfica discutiam a liderança do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins no Pavilhão João Rocha. Os leões chegaram ao jogo com dez vitórias em igual número de jogos, já o Benfica tinha menos dois pontos, fruto do seu empate no pavilhão da UD Oliveirense.

O Sporting fez uma primeira parte de luxo, tendo uma intensidade muito superior aos encarnados, que, no entanto, foram a primeira equipa a marcar, aos 12 minutos de jogo, por intermédio de Jordi Adroher.

Se antes do golo os leões já estavam por cima, depois de se verem em desvantagem praticamente só os verde e brancos tiveram bola, chegando ao empate com alguma naturalidade, por intermédio de Ferrant Font, aos 18 minutos de jogo. O Sporting não descansou, mesmo estando empatado, e, dois minutos depois, Toni Pérez fez o 2-1, após grande trabalho de Caio.

Até ao final do primeiro tempo, continuou a só dar Sporting, pelo que o 2-1 ao intervalo só pecava por escasso, com Pedro Henriques a fazer várias excelentes defesas, que mantiveram as águias no jogo.

Ferrant Font marcou, mas pode ser 'culpado' pelo empate de hoje Fonte: Sporting CP
Ferrant Font marcou, mas pode ser ‘culpado’ pelo empate de hoje
Fonte: Sporting CP

A segunda metade começou com um Benfica a querer assumir o jogo, pressionando a campo inteiro, mas o Sporting nunca foi na cantiga dos encarnados, criando um jogo mais aberto, com oportunidades para as duas equipas e com boas exibições dos dois guardiões.

Anúncio Publicitário

Foi o Sporting quem marcou primeiro nos segundos 25 minutos. Matias Platero fez o 3-1 a 13 minutos do fim, dando um maior conforto ao Sporting. O golo significou também o pedido de tempo técnico, que mudou a forma de jogar dos encarnados.

Aos 15 minutos de jogo, Ferrant Font podia ter deixado os leões ainda mais confortáveis num livre de 10 metros, mas o espanhol permitiu que Pedro Henriques defendesse. Como quem não marca sofre, Nicolia reduziu para 3-2 no contra-ataque proveniente da jogada, voltando a criar instabilidade no marcador.

A quatro minutos do fim, Carlos Nicolia voltou a marcar e deixou tudo empatado paro os últimos minutos. O jogo, até ao final, continuou muito animado, com o Sporting a ter pelo menos mais três oportunidades para marcar, mas Pedro Henriques esteve, mais uma vez, a alto nível. 

Resultado que pode parecer algo injusto para os leões e que satisfaz muito mais os encarnados, uma vez que estão apenas a dois pontos da liderança, mas que já defrontaram os seus três grandes rivais, enquanto o Sporting apenas agora teve o seu primeiro teste de fogo.