A CRÓNICA: GOLOS PARA TODOS OS GOSTOS

De um lado, o Sporting CP. Do outro, o SL Benfica. O eterno dérbi de Lisboa jogou-se sobre rodas, num encontro a contar para a I Divisão de Hóquei em Patins. Antes do apito final, as duas formações perfilaram-se com posições distintas na tabela classificativa. Os leões, em caso de vitória, igualavam o OC Barcelos na liderança, mas as águias tentavam encurtar distâncias em relação aos quatro primeiros classificados.

Após um começo morno, com os patins a conhecerem os cantos do rinque, os encarnados inauguraram as redes do Pavilhão João Rocha. O capitão Valter Neves aproveitou uma pequena confusão perto da baliza adversária e, no ressalto, stickou para o primeiro tento do encontro.

Depois de aberto o placard, assistiu-se a algum desacerto de parte a parte. Ambas as equipas falharam muitos passes e não se assistiu a muitas oportunidades. No entanto, assistiu-se a um ascendente da equipa do SL Benfica, que aproveitou para aumentar a vantagem. Lucas Ordoñez sprintou para o 0-2 depois de uma falha da defesa leonina.

Ao contrário dos minutos iniciais, onde os golos pareciam escassear, o final do primeiro tempo trouxe bastante emoção. Apesar do penálti falhado por Pedro Gil, o Sporting CP reduziu após uma boa jogada coletiva, terminando no remate certeiro de Matías Platero. No final dos primeiros 25 minutos, o resultado registava um 1-2 a favorecer os vermelhos e brancos.

Anúncio Publicitário

Ao embalo do golo nos últimos segundos do primeiro tempo, os leões entraram melhor na segunda parte. Essa qualidade foi capitalizada com a finalização de Alessandro Verona, a passe de João Souto. Depois do empate leonino, as águias voltaram a correr para voltar para a frente do marcador.

Pouco depois, Lucas Ordoñez marcou para colocar novamente o SL Benfica em vantagem na partida, na sequência de um livre direto. Depois de poucos minutos sem golos, Pedro Gil apareceu para brilhar, como ainda não tinha feito, e colocou novamente o placard empatado (3-3).

Apesar de o jogo parecer encaminhar para o empate, no Hóquei em Patins nunca há resultados certos até ao apito final. Entretanto, Diogo Rafael entrou no rinque para bisar e colocar os encarnados numa vantagem bem mais confortável. No entanto, ainda houve tempo para Toni Pérez reduzir e selar o resultado no 4-5 final.

O encontro teve momentos com menor qualidade, mas os golos não faltaram à chamada. Apesar de o SL Benfica nunca ter estado em desvantagem, também passou por vários sustos. Com este resultado, os encarnados ficam menos aflitos na tabela classificativa e sobem ao quarto lugar da I Divisão.

 

A FIGURA


Lucas Ordoñez – Com vários protagonistas em alta, Ordoñez foi uma constante. Bisou no encontro e foi uma voz de liderança nos momentos de aperto dos encarnados. A magia argentina hipnotiza os adeptos do hóquei nacional.

 

O FORA DE JOGO

Perdas de bola sucessivas das duas equipas – Durante vários minutos, não se assistiu a um jogo bonito. Apesar dos golos, as falhas defensivas e as perdas de bola marcaram alguns momentos do dérbi.

 

ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

Não começou o jogo da melhor forma. Depois de alguns passes falhados e ataques com pouco critério, cresceram no final da primeira parte e no início da segunda. Os leões demonstraram mais personalidade nos segundos 25 minutos, onde reagiram à vantagem e chegaram a empatar num encontro onde nunca estiveram na frente do marcador.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Ângelo Girão (7)

Alessandro Verona (7)

Gonzalo Romero (5)

Ferrán Font (6)

João Souto (6)

SUBS UTILIZADOS

Telmo Pinto (5)

 Pedro Gil (6)

Platero (6)

Toni Perez (5)

 

ANÁLISE TÁTICA – SL BENFICA

Critério a atacar, mas sem nunca esquecer a defesa. A construir, o SL Benfica apostava sempre no recuo de um jogador para garantir que não era surpreendido em desvantagem numérica. Principalmente quando estava em vantagem, a equipa encarnada construía com recurso aos ataques rápidos. Essa mesma tática perdeu-se um pouco no início da segunda parte, quando as águias sofreram o 2-2, com muitos passes falhados desde esse momento. Notou-se algum desnorte por sofrer o primeiro golo do Sporting CP, ainda na primeira parte.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Pedro Henriques (7)

Valter Neves (7)

Diogo Rafael (7)

Carlos Nicolia (5)

Lucas Ordoñez (8)

SUPLENTES UTILIZADOS

Vieirinha (5)

Sergi Aragonés (6)

Gonçalo Pinto (7)

Edu Lamas (5)

Danilo Rampulla (5)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome