Cabeçalho modalidades

Portugal inicia esta segunda-feira a participação no Europeu de Hóquei em Patins. A edição de 2016 realiza-se em Oliveira de Azeméis e é uma motivação extra para a selecção portuguesa conquistar o tão desejado título.

Os grandes favoritos à conquista do Euro são, obviamente, Portugal e Espanha. Pela qualidade que possuem, as duas selecções partem à frente de todas as outras, como é habitual nestes torneios, e principalmente Portugal, a jogar em casa, pode ser considerada a grande favorita. Mas a juntar a este lote de favoritos está a campeã em título, Itália. Os italianos surpreenderam o mundo do hóquei ao conquistar o Euro em 2014 e estão motivados para fazerem uma nova gracinha. A Itália há muito que já deixou de ser vista como um “underdog”, uma equipa que corre para fora. Com um conjunto de jogadores ainda jovens e com bastante qualidade, é de se estar atento ao que esta equipa, que se intrometeu na luta ibérica, pode fazer.

Poderá Portugal conquistar o título em casa?
Poderá Portugal conquistar o título em casa?
Fonte: Ursos/FPP

Num outro patamar encontram-se as selecções da Alemanha e da França. A França surge em Oliveira de Azeméis com, provavelmente, a melhor geração de hóquei de sempre. A modalidade tem crescido em França e os gauleses querem consolidar esse crescimento com uma participação positiva neste Europeu. O mesmo se pode dizer da Alemanha, que depois do quarto lugar no ultimo Mundial, chega a Portugal com a capacidade de querer fazer melhor. Estas duas selecções correm por fora, têm crescido bastante no hóquei mundial e serão uma agradável surpresa neste Euro.

Noutro patamar completamente diferente do resto das selecções, estão a Inglaterra e a Suíça. As duas selecções pouco podem conquistar neste Euro e olham para a prova como mais uma etapa no seu crescimento. Ainda muito longe da qualidade que as restantes selecções apresentam, ingleses e helvéticos aproveitam a prova para irem ganhando experiência.

Anúncio Publicitário

Uma modalidade que já deu tanto a Portugal e uma equipa cheia de valor. Em casa é tempo de voltar a dar alegrias aos portugueses, continuando o que têm sido os últimos dias para o desporto português.