Anterior1 de 2Próximo

Não estarei a ser demasiado duro se disser que estamos perante uma combinação de estupidez humana de se querer ainda realizar os Jogos Olímpicos e de puro pensamento nas receitas que estes podem dar, pois não? Poder-me-á dizer, caro leitor, que terei de ter em conta todo um trabalho de quatro anos para preparar uma competição destas e direi: a atual situação que vivemos no Mundo não é razão suficiente para adiar? Digo-lhe já a resposta: é mais do que óbvio que sim!

Adoro os Jogos Olímpicos e acompanho religiosamente todos os eventos mesmo que não perceba a modalidade em questão. De quatro em quatro anos, estamos mais do que preparados para subir ao Olimpo e participar com os deuses em tudo “aquilo que criaram para nós”. Mas a posição do Comité Olímpico Internacional (COI), juntamente com o governo japonês e o Comité Olímpico Japonês (COJ), não está(ão) a ter em conta o erro que pode(m) estar a cometer.

Ao ler o comunicado do COI, a 17 de março, só me veio uma palavra à cabeça: dinheiro. Passo a citar aquilo que foi a frase principal do órgão máximo dos Jogos Olímpicos: «O COI mantém-se totalmente comprometido com os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, e, com ainda quatro meses para o início, não há necessidade de tomar medidas drásticas; e qualquer especulação neste momento seria contraproducente».

Este foi o ato de continuidade da preparação dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, em Olímpia, a 12 de março (Fonte: Tokyo 2020)

Portanto, para o COI um vírus que em muitos países do globo ainda não se sabe quando poderá ser o pico do mesmo e que está a matar imensas pessoas não é motivo suficiente para tomar medidas drásticas. Mas, felizmente, tomaram finalmente a decisão de proceder ao possível adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que será mais à frente discutida. Não é para mais, visto que no Japão existe 1101 casos de COVID-19 e já morreram 41 pessoas [dados do dia 23 de março do worldometers].

Anúncio Publicitário

Olhemos, agora, para uma visão ainda mais alargada do problema. Para além da vinda de muitos atletas de outros países para Tóquio, tínhamos também vários adeptos a fazer o mesmo caminho. Estará o governo japonês preparado para receber tantas pessoas com um inimigo invisível entre nós? É preciso perceber que é um evento que junta milhões de indivíduos em menos de um mês! Certamente, esta foi uma das situações que levaram à nova posição do COI adotada no dia de ontem.

Não é uma questão de dinheiro. Não, não é, meus senhores. É uma questão de saúde mundial, de preservação da saúde de todos os atletas e adeptos e, para além disso, uma questão de não propagar ainda mais este vírus que é altamente contagioso. E, finalmente, perceberam-no!

Anterior1 de 2Próximo

Comentários