Anterior1 de 6Próximo

Sempre ouvi dizer que a história nunca se repete, pois há sempre a possibilidade de outras particularidades, sejam elas personagens, locais ou contextos, fazerem parte de um novo enredo. Mas certo é que a qualquer momento da história mundial pode acontecer momentos muito semelhantes aos já presenciados em tempos anteriores aos nossos. Isto não é novidade para nenhum dos nós, certo? É fundamental que da memória (e também da história) não se apague aquilo que foi o passado… sobretudo, porque não queremos que volte a acontecer.

Por isso, o «Sonho do Olimpo» de hoje é dedicado aos Jogos que marcaram, definitivamente, a competição pelos bons (que, apesar de não parecer, foram alguns) e pelos maus (sobretudo, aquilo que viria acontecer depois da realização dos mesmos) momentos. Falamos obviamente dos Jogos Olímpicos de 1936, que foram realizados em Berlim – a capital da Alemanha, na altura liderada por Adolf Hitler. Sim, estes Jogos existiram e o seu “fim primeiro” não era o desporto em si, por isso, para que “a história não se volte a repetir” há que reavivar a memória de todos nós.

Anterior1 de 6Próximo

Comentários