cab NFL

O futebol americano está finalmente de volta. Decidi, por isso, fazer uma série de apostas em relação à NFL 2014. Quais serão records das equipas no final das dezasseis jornadas da época regular? Quem chegará aos play-offs? E quem levará os prémios individuais no final da época? Vamos então à previsão, divisão por divisão, daquilo que se passará nas duas conferências da competição – a AFC (American Football Conference) e a NFC (National Football Conference).

 

AFC East – Buffalo Bills, Miami Dolphis, New England Patriots e New York Jets

Desde que Tom Brady assumiu a posição de quarterback titular no ataque de New England em 2001, os Patriots são favoritos para ganhar a divisão e um dos candidatos principais à vitória no Super Bowl. Este ano não deve ser diferente. A divisão continua fraca, com os Dolphins a apresentarem a única visível concorrência, tal como demonstrado na vitória na primeira jornada em Miami, sobre os Pats, por 33-20, depois de uma segunda parte completamente horrível por parte dos comandados de Bill Belichick.

Os Patriots reforçaram a sua defesa com um dos melhores cornerbacks da liga, Darrelle Revis, e vão beneficiar do regresso de Wilfork e Mayo, que passaram a maior parte da época transacta no estaleiro por lesão. O grande problema continua a ser o ataque: a offensive line abre demasiados buracos, o running game parece continuar mediano e tirando o tight end Rob Gronkowski, que tem sempre um risco altíssimo de lesão, Brady não tem nenhum pass catcher de elite. Mas já no ano passado isto se verificava e Brady sem limões fez limonada, conduzindo os Pats à final da AFC, onde caíram aos pés do favoritos Broncos. Logo, se há coisa que aprendi foi a não duvidar da dupla Brady-Belichick.

Os Bills, apesar da vitória surpreendente em Chicago contra uns perdulários Bears por 23-20, continuam com uma das equipas mais fracas da liga e ficaria admirado se ganhassem um único jogo dentro da divisão. Os Jets de Rex Ryan, apesar da adição do wide receiver Eric Decker, que fez uma grande época aos serviço dos Broncos com Peyton Manning a mandar-lhe a bola, tem agora ao meio Geno Smith, o que só pode significar uma descida drástica em termos de produtividade. Os Jets vão então, para variar, apoiar-se na sua grande defesa, a grande característica de Rex.

Previsão – Bills: 4-12; Dolphins: 8-8; Patriots 11-5; Jets: 6-10.

Tom Brady e Bill Belichick vão tentar conquistar a divisão pelo sexto ano consecutivo  Fonte: zimbio.com
Tom Brady e Bill Belichick vão tentar conquistar a AFC East pelo sexto ano consecutivo
Fonte: zimbio.com

AFC North – Cincinnati Bengals, Pittsburgh Steelers, Cleveland Browns e Baltimore Ravens

Devemos ter uma luta a três, entre Bengals, Steelers e Ravens. Em 2013 os Bengals venceram a divisão com um record de 11-5, num ano em que os Ravens tiveram a sua “ressaca” do Super Bowl e os Steelers estiveram apenas irreconhecíveis.

Os Browns são a equipa mais fraca da divisão e deverão ficar-se pelo último lugar. A defesa é razoável, possuindo mesmo algumas grandes individualidades como Joe Haden e Alex Mack, mas há demasiadas interrogações no ataque, como a luta pela posição de quarterback entre Brian Hoyer e Johnny Football (ou Johnny Clipboard?), não estando nenhum deles preparado, de momento, para conduzir a equipa aos play-offs, sendo que a suspensão da estrela do ataque, o wide receiver Josh Gordon, até ao fim da época (que pode vir a ser diminuída) só veio prejudicar os Browns, que esperavam fazer melhor este ano. Os Browns contam, no entanto, com o melhor offensive tackle em toda a NFL: Joe Thomas.

Os Ravens foram assombrados pelo caso de violência doméstica do seu running back titular, Ray Rice, que acabou por ser suspenso pela liga e dispensado pela equipa, e esperam agora que Joe Flacco, o MVP do Super Bowl de há dois anos, possa repetir as proezas dessa época e conduza a equipa pelo menos aos play-offs. Com os Ravens nunca se sabe, mas a concorrência dos Bengals e dos Steelers na mesma divisão, duas equipas que parecem muito mais equilibradas e “playoff ready” do que os Ravens, não ajuda. Os Bengals continuam com uma das melhores defesas da liga, com jogadores como o defensive tackle Geno Atkins e o linebacker Vontaze Burfict, e o seu ataque tem jogadores extremamente produtivos e capazes de resolver qualquer jogo, como o wide receiver AJ Green e o running back Gio Bernard. Mas é o quarterback Andy Dalton que preocupa: tem conduzido os Bengals aos play-offs nos últimos anos e cumprido sempre na época regular, mas desaponta sempre nos play-offs.

Os Steelers são treinados por uma das melhores mentes da NFL, Mike Tomlin, e com Big Ben a quarterback, com Le’Veon Bell a vir do backfield e Antonio Brown a apanhar bolas, esta equipa pode causar mossa, contando que a defesa se porte melhor do que na época passada, onde não conseguiu parar ninguém.

Previsão – Bengals: 10-6; Steelers: 9-7; Browns: 5-11; Ravens: 8-8.

Os Bengals partem como os grandes favoritos na AFC North, muito por causa do fabuloso AJ Green  Fonte: chatsports.com
Os Bengals partem como os grandes favoritos na AFC North, muito por causa do fabuloso AJ Green
Fonte: chatsports.com

AFC South – Tennessee Titans, Houston Texans, Indianapolis Colts e Jacksonville Jaguars

Os Colts ganham esta divisão por um único motivo: o seu quarterback, Andrew Luck. Luck compensa qualquer falha que a equipa possa ter com a sua inteligência e qualidade dentro de campo, e com o regresso do wide receiver Reggie Wayne, nada leva a crer que o título desta divisão lhes escape.

Os Texans, depois de uma época abismal em que tiveram um registo de 2-14, algo apenas impensável para uma das melhores defesas da liga, vão tentar este ano lutar pela divisão, carregados pelo incansável J.J. Watt, um dos melhores defesas da liga. O horrível Matt Schaub foi despachado e Ryan Fitzpatrick ocupa agora o seu lugar – uma melhoria que não deverá ser o suficiente para empurrar esta equipa para os play-offs, principalmente porque os Colts mantiveram o seu nível e os Titans estão a construir uma equipa jovem e cheia de potencial que pode vir a surpreender. O último lugar desta divisão irá com certeza para os Jaguars, que vão tentar continuar a construir para o futuro através do draft e de free agents, mas que de momento não têm equipa para competir, tal como se viu neste fim-de-semana, quando chegaram a estar a ganhar por 17-0 frente aos Eagles e depois encaixaram 34 pontos sem resposta.

Previsão – Titans: 7-9; Texans: 7-9; Colts: 10-6; Jaguars: 4-12.

Luck e Watt deverão protagonizar um dos confrontos mais interessantes na AFC West  Fonte: zimbio.com
Luck e Watt deverão protagonizar um dos confrontos mais interessantes na AFC West
Fonte: zimbio.com

AFC West – Denver Broncos, Oakland Raiders, Kansas City Chiefs e San Diego Chargers

Não há sombra de dúvida de que esta divisão vai ser dominada pelos Broncos, que provavelmente dominarão também a conferência. Há uma grande probabilidade de irem ao Super Bowl de novo. Liderados por Peyton Manning, os Broncos possuem um dos melhores ataques da liga e do lado defensivo a equipa é bastante acima da média, contando com o fenomenal outside linebacker Von Miller. Os vice-campeões quererão pôr para trás a humilhação que sofreram no Super Bowl às mãos de Seattle e dar a Peyton Manning mais uma oportunidade de conseguir o seu segundo anel, igualando dessa forma o seu irmão Eli Manning.

Os Raiders continuam fraquíssimos e terão com certeza mais um ano para esquecer, enquanto que os Chiefs, depois de um fenomenal  record de 11-5 na época passada, deverão sofrer um grande tombo, uma vez que dependem demasiado da produção do seu fantástico running back, Jamaal Charles.

Os Chargers são uma equipa bastante equilibrada e que pode surpreender: no ano passado Rivers teve um dos melhores anos da sua carreira, se não o melhor, e a equipa tem talento para chegar aos play-offs, embora não chegue para desafiar a hegemonia dos Broncos nesta divisão.

Previsão – Broncos: 13-3; Raiders: 4-12; Chiefs: 6-10; Chargers: 9-7.

Os Broncos de Manning partem como favoritos para chegar ao Super Bowl de novo, depois do desaire do ano passado  Fonte: zimbio.com
Os Broncos partem como favoritos para chegar ao Super Bowl, depois do desaire do ano passado
Fonte: zimbio.com

NFC East – Philadelphia Eagles, Washington Redskins, Dallas Cowboys e New York Giants

Em teoria qualquer uma destas quatro equipas pode ganhar a divisão. Os Eagles mostraram na primeira semana as suas debilidades defensivas e Nick Foles dificilmente terá um ano tão bom como aquele que passou; os Redskins continuam à espera que RGIII volte ao nível de há dois anos, antes de se lesionar gravemente; os Cowboys, apesar de serem provavelmente a pior defesa da liga, possuem um dos melhores ataques; e os Giants vão depender bastante da produção de Eli Manning, o líder em termos de intercepções da NFL em 2013.

Dependerá bastante do calendário, da sorte e das lesões. Os Eagles partem como os grandes favoritos, liderados pelo excelente Shady McCoy; os Cowboys, para ganhar, vão ter de marcar uma quantidade absurda de pontos, pois a sua defesa não consegue parar ninguém; os Redskins, se RGIII não voltar à sua forma, vão ser obrigados a jogar com o Kirk Cousins de início e rezar para que isso chegue para ganharem a divisão; e os Giants, pela performance contra os Lions, são neste momento a pior equipa da divisão, mas já aprendi a não apostar contra eles. Tal como disse, qualquer um pode ganhar.

Previsão – Eagles: 9-7; Redskins: 7-9; Cowboys: 8-8; Giants: 6-10.

NFC East, a única divisão sem um claro favorito, será desta que os Cowboys chegam aos playoffs?  Fonte: thacover2.com
NFC East, a única divisão sem um claro favorito: será desta que os Cowboys chegam aos play-offs?
Fonte: thacover2.com

NFC North – Minnesota Vikings, Detroit Lions, Chicago Bears e Green Bay Packers

Antes de a época começar estava dividido sobre quem ganharia esta divisão: se os Packers, se os Bears. Apesar de os Packers terem sido dominados na primeira semana por Seattle fora, a verdade é que perderam com a melhor equipa da liga, enquanto que os Bears conseguiram o impossível e perderam em casa contra os Bills, possivelmente a pior equipa da NFL.

Os Packers contam, discutivelmente, com o melhor jogador da NFL, o seu quarterback Aaron Rodgers, que perdeu sete jogos por lesão na época regular em 2013, e com um dos ataques mais potentes de toda a NFL, com jogadores como Lacy, Nelson ou Cobb. E apesar de o ataque dos Bears também ser de elevadíssima qualidade, Jeffery, Forte e Marshall serem todos elite, Jay Cutler, por muito bom que seja, não é nenhum Rodgers e a defesa dos Bears deixa muito a desejar. A diferença é que o ataque dos Packers pode compensar as falhas da defesa, enquanto que o dos Bears, pelo que vimos contra os Bills, não: cometeram bastantes turnovers.

Os Vikings parecem melhor do que no ano passado e podem tentar surpreender com Adrian Peterson e Cordarrelle Patterson, mas não possuem muito mais do que isso. Os Lions, por sua vez, contam com um bom quarterback em Stafford e beneficiam do facto de terem o melhor wide receiver da liga – quem tem Megatron pode sempre fazer coisas. Mas a equipa parece ainda estar atrás dos Packers e dos Bears. O que estas quatro equipas parecem ter em comum é um ataque muito superior à defesa – todas as defesas deixam muito a desejar.

Previsão – Vikings: 6-10; Lions: 8-8; Bears: 9-7; Packers: 12-4.

Depois de uma época em que falhou 7 jogos por lesão Rodgers está de volta para retomar o seu lugar no topo da NFL e tentar guiar os seus Packers até à terra prometida  Fonte: onlineathens.com
Recuperado fisicamente, Rodgers tentará guiar os seus Packers à “terra prometida”
Fonte: onlineathens.com

NFC South – Carolina Panthers, Atlanta Falcons, New Orleans Saints e Tampa Bay Buccaneers

Esta divisão foi ganha pelos Panthers em 2013, algo que não se deve repetir este ano. Apesar de a defesa continuar a ser uma das melhores da NFL, o ataque perdeu demasiados jogadores e Cam Newton não tem quase ninguém para passar a bola. O máximo que podem fazer é ficar em segundo e tentar ser um dos wildcards, mas mesmo isso parece forçado.

Tampa Bay foi quem mais melhorou em relação ao ano passado: a equipa reforçou-se em todas as zonas do campo e trocou de treinador, contando agora com o experiente Lovie Smith. Embora a defesa pareça bastante interessante, o ataque não tem o suficiente para competir com os Saints e os Falcons. Josh McCown não parece a escolha certa para uma equipa a tentar reconstruir-se.

Os Falcons foram absolutamente terríveis no ano passado, muito por causa da onda de lesões que assombrou a equipa, mas este ano, com todos os seus playmakers de volta, a equipa de Atlanta volta a ter possibilidade de causar mossa, tal como se viu na primeira semana, com a vitória por 37-34 em casa contra o grande favorito da divisão, os Saints. Apesar de a defesa deixar bastante a desejar, enquanto o ataque tiver Matty Ice, Julio Jones  Roddy White os Falcons são uma força a ter em conta.

Os Saints partem como os grandes favoritos. Como se não chegasse ter Drew Brees e Jimmy Graham no ataque, a equipa acrescentou Jairus Bird na defesa, um dos melhores safeties da liga, e tem um dos melhores treinadores da liga, Sean Payton. Os Saints partem então como um dos principais favoritos à conquista do Super Bowl.

Previsão – Panthers: 6-10; Falcons: 8-8; Saints: 11-5; Buccaneers: 6-10.

Os Saints de Brees e Graham são os grandes favoritos na NFC South, mas cuidado com o ataque dos Falcons e com a defesa dos Panthers!  Fonte: pinterest.com
Os Saints são os grandes favoritos na NFC South, mas cuidado com o ataque dos Falcons e a defesa dos Panthers!
Fonte: pinterest.com

NFC West – Seattle Seahawks, San Francisco 49ers, Arizona Cardinals e St. Louis Rams

A NFC West é, provavelmente, a divisão mais interessante na NFL: conta com dois candidatos à vitória final – Hawks e 49ers – e com quatro das melhores defesas da liga.

Os Hawks, vencedores do último Super Bowl, são claramente a melhor equipa da NFL: a sua defesa, que conta com a assustadora Legion of Boom, é de longe a melhor da liga e o ataque, que já era bastante bom, tornar-se-á excelente se conseguirem manter Percy Harvin em forma. Se havia dúvidas de que Seattle iria manter o nível de 2013, essas dúvidas foram dissipadas com o massacre a Green Bay na primeira jornada. Ah! Já agora, os Hawks só perderam um jogo em casa nas últimas três épocas: os oito jogos em casa são oito vitórias quase garantidas, e se a equipa conseguir home field advantage nos play-offs (melhor record da NFC) estará com certeza no Super Bowl do próximo ano a defender o seu título.

Os 49ers, não sendo a melhor equipa da divisão, continuam a ser uma das melhores equipas da NFC e estarão nos play-offs de certeza. O problema dos Niners são as lesões e as suspensões que assombram a equipa neste início de época: Aldon Smith cumpre uma suspensão de nove jogos; Bowman ainda recupera de uma lesão gravíssima e Vance McDonald poderá vir a ser suspenso por violência doméstica. A defesa continua a ter bastante qualidade, tal como se viu na primeira jornada contra os Cowboys, já que mantém jogadores como Patrick Willis e Justin Smith, mas os Niners vão ter de se apoiar bastante no seu ataque, que com Kaepernick, Frank Gore, Vernon Davis, Crabtree e Boldin deverá ser dos mais produtivos da liga.

Os Cardinals possuem uma defesa jovem e talentosa. A dúvida está no ataque, principalmente na forma do seu quarterback, Carson Palmer. Depois de uma boa exibição contra os Chargers com uma vitória por 18-17, os Cardinals podem ser um factor não apenas na divisão mas também na conferência.

Os Rams prometiam bastante até o seu quarterback titular, Sam Bradford, se lesionar. Agora nem mesmo aquela grande defesa os safa – é aguentar a época, que para o ano há mais. Não têm qualquer hipótese na divisão mais forte da NFL.

Previsão – Seahawks: 15-1; 49ers: 12-4, Cardinals: 8-8; Rams: 4-12.

Seahawks e 49ers protagonizam uma das rivalidades mais quentes da NFL  Fonte: bleacherreport.com
Seahawks e 49ers protagonizam uma das rivalidades mais quentes da NFL
Fonte: bleacherreport.com

QUEM CHEGARÁ AOS PLAY-OFFS?

Apuram-se doze equipas para os play-offs, seis de cada conferência: os oito vencedores das respectivas divisões e quatro wildcards (as duas equipas de cada conferência com o melhor record que não tenham ganho a respectiva divisão). Aposto nas seguintes equipas para chegar ao play-offs:

AFC – Denver Broncos, New England Patriots, Cincinnati Bengals e Indianapolis Colts; Wildcard – Pittsburgh Steelers e San Diego Chargers.

NFC – Seattle Seahawks, Philadelphia Eagles, Green Bay Packers e New Orleans Saints; Wildcard – San Francisco 49ers e Chicago Bears.

 

QUEM VENCERÁ OS PRÉMIOS INDIVIDUAIS?

MVP – Aaron Rodgers, QB, Green Bay Packers

Offensive Player of the Year – Aaron Rodgers, QB, Green Bay Packers

Defensive Player of the Year – J.J. Watt, DE, Houston Texans

Defensive rookie of the Year – Khalil Mack, LB, Oakland Raiders

Offensive Rookie of the Year – Brandin Cooks, WR, New Orleans Saints

Rookie of the Year – Brandin Cooks, WR, New Orleans Saints

Comeback Player of the Year – Rob Gronkowski, TE, New England Patriots

Coach of the Year – Pete Carroll, Seattle Seahawks

Comentários