cab NFL

Abram alas para os Carolina Panthers. Com quatro jornadas decorridas, a equipa liderada pelo quarterback Cam Newton tinha três derrotas e apenas uma vitória… Quem os viu e quem os vê! Depois de derrotarem os New England Patriots (24-20) no sempre mediático jogo de segunda-feira à noite, a equipa de Carolina já vai com um registo de 7-3 e ninguém duvida de que são um nome a ter muito em conta para os playoffs.

Ora vamos lá perceber porquê. Cam Newton é 80% da resposta. Que jogador fabuloso. Com 1,96m e 111kg, podia pensar-se que seria pouco móvel ou algo do género… Nada disso. Aliás, basta ver que, contra os Patriots, correu para 62 jardas, um número mais do que respeitável para um QB, além de ter lançado para outras 209 e três touchdowns.

Do outro lado, Tom Brady ganhou 296 jardas mas conseguiu apenas um TD, ao qual juntou uma interceção, embora as queixa dos Pats sejam outras… É que Brady levou a equipa de New England pelo campo fora na última drive do encontro à procura da vitória, com um último passe a ir para a endzone mas sem ser concretizado. No entanto, os Patriots queixaram-se (e queixam-se) de um eventual agarrão a Rob Gronkowski, que lhes daria a bola na linha de uma jarda. Deixem-se disso, está bem? Perderam e foi justo.

Os Patriots (de branco na fotografia) queixam-se de um suposto contacto ilegal entre Luke Kuechly e Rob Gronkowski na última jogada do encontro entre as duas equipas.  espn.go.com
Os Patriots (de branco na fotografia) queixam-se de um suposto contacto ilegal entre Luke Kuechly e Rob Gronkowski na última jogada do encontro entre as duas equipas.
Fonte: espn.go.com

Duas outras notas antes das rubricas, caros amigos. Os Panthers se calhar só não ganham a sua divisão porque têm o azar de a partilhar com os New Orleans Saints. Com os duros San Francisco 49ers pela frente – Drew Brees sofreu… -, os comandados de Sean Payton viram o kicker Garret Hartley rematar o field-goal da vitória com a “buzina” a soar, garantindo o oitavo triunfo em 10 jogos (23-20), num jogo em que Colin Kaepernick, QB dos 49ers, voltou a mostrar-se bem longe do que fez na época passada.

Outra nota: os Seattle Seahawks são a melhor equipa da liga. Tenho dito. Uma tareia aos Minnesota Vikings (41-20) mostrou o quão completos são. Têm um quarterback jovem e fabuloso em Russell Wilson – mais 230 jardas e dois TD -, um runningback de craveira em Marshawn Lynch – dois TD também – e tiveram um empurrão pelo regresso de Percy Harvin, um receiver versátil, veloz e muito, muito perigoso. Ah, como se não bastasse, a defesa pouco ou nada deixa passar por si.

Bestiais

Os Cincinnati Bengals tinham mesmo de derrotar os Cleveland Browns para saírem de uma série de dois jogos a perder (ainda por cima no prolongamento…). Tarefa cumprida e com distinção (41-20), depois de uma partida onde o segundo período foi de malucos! Só nesses 15 minutos, os Bengals marcaram 31 pontos e ficaram com a divisão AFC Norte controlada. Fortes.

Os Cleveland Browns (de laranja na fotografia) não deram hipóteses aos Cleveland Browns, que acabaram os 60 minutos com quatro turnovers.  bleacherreport.com
Os Cleveland Browns (de laranja na fotografia) não deram hipóteses aos Cleveland Browns, que acabaram os 60 minutos com quatro turnovers
Fonte: bleacherreport.com

Bestas

Nem com Mark Sanchez fora do campo os New York Jets conseguem ser uma equipa a sério. Que desgraça. Com a oportunidade de se aproximarem dos Patriots na divisão, os verdes de NY conseguiram perder 37-14 contra os Buffalo Bills num jogo tão fraquinho do Geno Smith, o suposto QB salvador. A defesa dos Bills forçou quatro turnovers e viu E.J. Manuel, outro suposto QB salvador, estar em grande plano no ataque.

Cereja no topo do bolo

Este não é díficil. Um jogo entre dois rivais. Um com 9-0 em jogos, outro com 8-1. Saíram por cima os Denver Broncos, a jogar em casa contra os até então invictos Kansas City Chiefs, que não conseguiram impor a defesa sufocante que tem feito tantos estragos. Peyton Manning voltou a orquestar a vitória, desta vez com 323 jardas e um TD. Já aqui disse que os Seahawks eram a melhor equipa da liga, mas os Broncos estão em segundo…

Comentários

Artigo anteriorRegresso ao passado
Próximo artigoSporting: o que melhorou e o que ainda pode melhorar
O Pedro é um verdadeiro apaixonado pelo desporto. A colecção de vícios começou com o futebol, ao qual juntou o ténis, o basquetebol, o andebol, o ciclismo... Agora há um novo reforço: o futebol americano, que o cativa ao ponto de também já o jogar.                                                                                                                                                 O Pedro não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.