Cabeçalho modalidadesPortugal continua a dar cartas no Mundo. Depois de um Campeonato da Europa de Futebol, que encheu de orgulho o país, de Cristiano Ronaldo voltar a ser o melhor do mundo, de Salvador Sobral ter feito magia com a sua voz na Eurovisão, do triunfo de atletas portugueses nas mais diversas modalidades, é a vez do Padel de pedir atenção.

O Jamor foi o palco eleito para a primeira edição de um dos quatro principais torneios do circuito mundial, o Portugal Padel Masters, que decorrerá entre os dias 16 e 24 de Setembro. O World Padel Tour reconheceu o crescimento brutal que o Padel tem tido e escolheu o nosso país para a realização de um dos Majors desta temporada, que contará apenas com a vertente masculina.

Os fãs da modalidade poderão desfrutar de dias recheados de bom Padel, protagonizado pelos melhores jogadores do mundo, que prometem abrilhantar os courts montados no Estádio do Jamor, com gestos técnicos arrepiantes, jogadas dignas de aplausos e encontros épicos.

O público anseia por assistir ao verdadeiro duelo de titãs que se adivinha ser a final do torneio realizado em solo português: Fernando Belasteguin/Pablo Lima vs Paquito Navarro/Sanyo Gutierrez. Belasteguin será, talvez, o jogador que maior curiosidade despertará nos fãs portugueses, por ser o nome mais sonante do circuito mundial e aquele que, para mim, pratica o melhor Padel da actualidade.

A dupla Bela/Lima estará presente no torneio e promete lutar pelo título Fonte: Portugal Padel Masters
A dupla Bela/Lima estará presente no torneio e promete lutar pelo título
Fonte: Portugal Padel Masters

E, se a final for esta, por que motivo será tão espectacular? Em primeiro lugar, poderemos assistir a um encontro de uma qualidade ainda utópica para nós, os quatro primeiros jogadores do ranking partilharão skills e pontos espectaculares, enquanto lutam, com toda a garra, por uma vitória, que poderá ser o afirmar da superioridade de uma das duplas – o Portugal Padel Masters será palco de mais um encontro, que pode quebrar a senda de equilíbrio entre as duas duplas, que tem vindo a ser uma constante. Quem vencerá? Embora isto seja o menos importante, perante a dose de qualidade que encherá o Jamor, a minha aposta vai para Belasteguin/Lima.

Anúncio Publicitário

Para além destes nomes, poderemos contar com outros grandes jogadores, bem conhecidos do público, como é o caso de Miguel Lamperti. Em relação a nomes portugueses, que jogam em casa e prometem não desiludir os fãs que os irão apoiar, as minhas apostas de sucesso vão para Miguel Oliveira, a quem foi atribuído um wildcard para o quadro principal, Diogo Rocha e Vasco Pascoal. A atribuição do wildcard a Miguel Oliveira gerou alguma polémica entre o público, que esperava que fosse Diogo Rocha o premiado com entrada directa para o quadro principal, uma vez que se trata do jogador português mais bem posicionado no ranking, tanto a nível nacional como no circuito mundial. Diogo Rocha mostrou-se, também, algo desiludido com a decisão da organização do torneio, que justificou a sua escolha com argumentos unicamente estratégicos – será mais provável, segundo João Lagos, Diogo Rocha apurar-se, ficando, assim, Portugal com maiores hipóteses de ter mais jogadores no quadro principal.

Polémicas à parte, aos três portugueses destacados não se pede uma vitória, mas sim que demonstrem, em campo, o valor do Padel português e que protagonizem momentos que dignifiquem e abrilhantem a modalidade.

Foto de Capa: Portugal Padel Masters