ÚLTIMA HORA:

Super Rugby Aotearoa: Chiefs e Hurricanes desiludem

Já do lado oposto da ilha norte, na deslocação à capital, os Crusaders venceram a equipa local, os Hurricanes, num jogo que apenas ficou decidido na reta final. Apesar de não ter sido uma exibição espetacular, os Crusaders mostraram o porquê de serem a melhor equipa da competição.

O resultado de 25-39 a favor da equipa orientada por Scott Robertson não espelha o que se passou no Sky Stadium, em Wellington. Os Hurricanes, apesar da sua clara inferioridade, conseguiram aproveitar a indisciplina na avançada adversária para somar pontos através de Garden-Bachop. Ainda assim, o pragmatismo da franquia de Christchurch falou mais alto.

O jogo ficou marcado pelas sucessivas perdas de bola no alinhamento por parte da equipa introdutora. Foi precisamente assim que Sevu Reece abriu o marcador à passagem do primeiro minuto. Excelente ensaio, com os Crusaders a mostrar uma boa capacidade de circulação e manuseamento de bola, com grandes qualidades de handling à mistura.

Na primeira parte, ainda houve tempo para mais dois ensaios dos visitantes. Aos 14’, Bryan Hall, com um grubber, descobriu Braydon Ennor que, já na área de validação contrária, apenas teve de fazer o grounding. Pouco depois, um erro numa bola alta de Chase Tiatia permitiu a David Havili quebrar a linha e assistir Jack Goodhue para mais um ensaio. Ao intervalo, o resultado ditava 15-19 para os Crusaders.

Nos segundos quarenta minutos, os pontapés de Richie Mo’unga e de Garden-Bachop iam mantendo o jogo em aberto, até que, ao minuto 63, Asafo Aumua estabeleceu a igualdade no marcador. Nota para o excelente trabalho de Ngani Laumape, ao evitar a placagem de Richie Mo’unga e ao fazer um excelente offload para o talonador.

A dez minutos do fim, com o resultado em 25-25, os Crusaders conseguiram marcar mais dois ensaios convertidos, tendo sido estes da autoria de Richie Mo’unga e David Havili, garantindo, assim, a vitória por 25-39.

Destaque para a capacidade de gestão de jogo de Richie Mo’unga e para o pragmatismo da sua equipa. A meu ver, foi um dos melhores jogadores da jornada, a par de Hoskins Sotutu e Quinn Tupaea, que, apesar da derrota dos Chiefs, esteve em grande plano. Trouxe explosão no ataque à linha e conquistou dois turnovers.

Na próxima semana, os Crusaders receberão os Chiefs que, ao longo destes últimos anos, tem sido a equipa a causar mais dificuldades aos tricampeões do Super Rugby. Os Hurricanes, por seu turno, estarão isentos na jornada que se aproxima.

Foto de Capa: Super Rugby

Artigo revisto por Joana Mendes

Componente 5 – 1 (1)

Natural de Lisboa, mas de origem italiana, a sua paixão é o Rugby. Está inserido na modalidade enquanto jogador e árbitro.                                                                                                                                                 O Marco escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Natural de Lisboa, mas de origem italiana, a sua paixão é o Rugby. Está inserido na modalidade enquanto jogador e árbitro.                                                                                                                                                 O Marco escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

FC PORTO vs CD TONDELA

  • 00DIAS
  • 00HORAS
  • 00MINUTOS
  • 00SEGUNDOS
FC PORTO x ESTORIL PRAIA
SPORTING CP x SANTA CLARA
PAÇOS FERREIRA x SL BENFICA