cab Rugby

A Federação Portuguesa de Rugby tem vindo a atribuir galardões a pessoas que tenham contribuído para a evolução da modalidade, reconhecendo anualmente os melhores treinadores, jogadores, jogadoras, árbitros e entidades que tenham promovido o rugby nacional.
Este ano, a cerimónia de entrega dos galardões teve lugar na Casa de Histórias da Paula Rego, em Cascais, no dia 14 de Dezembro.

Num ano em que as federações foram forçadas a reduzir os gastos, é bom ver que a Federação Portuguesa de Rugby se tem esforçado para reconhecer o valor de todos os que contribuem para a evolução e promoção desta modalidade. Julien Bardy é o exemplo de um jogador que viu as suas excelentes prestações em 2013 reconhecidas ao receber o prémio de jogador do ano. O prémio de jogadora do ano foi entregue de forma merecida a Joana Vieira, atleta do Técnico. Após uma época muito renhida e disputada a nível nacional, Martim Aguiar, do GD Direto, venceu o prémio de treinador do ano. O galardão de árbitro do ano foi entregue a Paulo Duarte, árbitro que se tem destacado cada vez mais quer a nível nacional, quer a nível internacional. Pedro Bettencourt foi eleito o jogador revelação, vencendo o prémio que pertenceu a grandes nomes do rugby nacional como Miguel Portela, Vasco Uva e Pedro Leal.
A FPR premiou também António Cabral Fernandes por toda a sua carreira desportiva.

https://www.facebook.com/fpr.pt
Julien Bardy, vencedor do prémio Jogador do Ano
Fonte:facebook.com/fpr.pt

Os Jogos Santa Casa e a Marinha Portuguesa venceram o Prémio Especial pelo seu papel fundamental no apoio ao Rugby em 2013.

Foram também entregues Medalhas de Serviços Distintos e de Mérito Desportivo.

Anúncio Publicitário

A Medalha de Serviços Distintos foi entregue aos que, de modo proactivo e voluntário, contribuíram de forma excepcional para o desenvolvimento da modalidade: Américo Caetano Nunes, António Faim, Associação Académica de Coimbra, Comandante Maia Loureiro, António Franco Leal, João Valente e Luís Miramon.
Foram entregues três Medalhas de Mérito Desportivo a João Gaspar Ramos, Luís Feist e Nuno Durão por terem sido sempre exemplos de mérito e de ética desportiva.

É importante valorizar o facto de a Federação Portuguesa de Rugby manter esta tradição mas é também importante que esta tradição sirva para incentivar novos atletas e valorizar todos os que se têm esforçado e contribuído para promover o rugby nacional.

Comentários

Artigo anteriorA vitória do outro Sébastien
Próximo artigoDias mais azuis
A Sara é apaixonada pela escrita e ligada ao desporto desde sempre. Já praticou futsal. Mais tarde, cruzou-se com o Rugby na sua vida profissional e o bichinho ficou. Gosta de assistir a um bom jogo mas tem especial queda por torneios de Sevens                                                                                                                                                 A Sara não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico..