cab Snooker

Beijing, 6 de Abril: ‘Mayday mayday! Ele está perto de bater o record do Stephen Hendry!’

“Ele” quem? Perguntam…

O caro leitor pode ainda não saber quem é o primeiro jogador desde o Stephen Hendry em 1990/91 a ganhar cinco torneios na mesma época, mas aposte. Dou uma pista: ganhou o China Open no domingo. “Arrisque” um nome. O risco não é muito, daí as aspas. Se tiver acompanhado os meus textos, sabe perfeitamente que há um jogador que se tem vindo a destacar com a sua altíssima performance. Sim, esse mesmo! Ding Junhui! O chinês de 27 anos venceu no domingo o 11º torneio do ranking da sua carreira, ficando no mesmo degrau de Stephen Hendry. Já é a quinta vitória (em seis finais, onde foi apenas derrotado por Ronnie O’Sullivan no Welsh Open) numa só temporada! Fantástico, não acha? Repito: 27 anos.

O número um do ranking mundial deixou deslizar o título com um resultado de 10-5. O asiático presenteou-nos com entradas de 87, 61, 119 e 59 pontos, construindo uma vantagem de 6-1. O australiano Neil Robertson ganhou o oitavo frame com 102 pontos – a sua primeira tacada acima dos 100 pontos da semana –, mas Ding não se deixou intimidar e acrescentou 104 pontos, selando a sua vitória. É a segunda vez que ganha no China Open. O seu primeiro encontro com uma medalha de ouro foi em 2005, depois de ter derrotado o Stephen Hendry.

“É difícil dizer como me sinto agora, com estas cinco vitórias esta época. Com tantos troféus, a minha mentalidade transformou-se e é bem diferente da de antes”, disse Ding no final do encontro.

O asiático Ding Junhui derrotou o número um do ranking mundial, por 10-5. no Open da China. Fonte:  (Xinhua/Gong Lei)
O asiático Ding Junhui derrotou o número um do ranking mundial, por 10-5. no Open da China
Fonte: (Xinhua/Gong Lei)

“Estou a ficar cada vez mais experiente, jogando muitas finais, especialmente contra o Ronnie O’Sullivan na final do Welsh Open. Penso que aprendi muito com esse jogo e espero que ainda jogue muitas finais daqui para a frente.”

É-me impossível pôr em questão a qualidade de Ding. Aliás, é impossível a qualquer ser humano duvidar da sua habilidade numa mesa de snooker! É um nome que já se começa a espalhar numa grande escala, e cada vez mais é da minha convicção que o asiático vai tornar-se num dos melhores jogadores de snooker. É certo que ainda tem muito para provar, mas já está a meio do caminho. Uma das tarefas mais difíceis e com um caminho bastante sinuoso, em qualquer desporto, é a coerência da performance. É caso para dizer-se: à espera do próximo capítulo.

Hoje começam as qualificações para o Campeonato do Mundo, que se prolongam até dia 16. Marque já na sua agenda o início do Campeonato do Mundo, que, por causa do patrocínio, tem agora o nome de Dafabet World Championship.

Entusiasmados?

Team Trump

Comentários