cab Surf

Já não é a primeira vez e certamente não será a última que Nic Von Rup é destaque nesta rubrica semanal. O surfista da Praia Grande foi o grande vencedor do 3º Moche Capítulo Perfeito. Depois de no ano passado ter saído vencedor na praia dos Super Tubos, em Peniche, Nic volta a repetir a proeza, desta vez na Praia de Carcavelos. Com ondas a rondar os dois metros de altura, os 16 surfistas em prova proporcionaram um grande espetáculo pelos monstruosos tubos que “Poseidon” enviou para a praia da linha.

O luso-germânico que se destacou durante toda a prova pelos seus scores chegou à final com facilidade, final essa onde iria encontrar Ruben Gonzalez, António Silva e Marlon Lipke. Qualquer um se podia tornar o novo campeão do Moche Capítulo Perfeito, apesar de as grandes expectativas estarem viradas para Von Rup, devido à excelente forma que tem apresentado neste início de ano.

Anúncio Publicitário

Chegada a final, a organização decidiu aumentar o tempo desta de 30 para 40 minutos devido à força das ondas. Com pontuações um pouco mais baixas do que aquilo que era esperado, Nicolau saiu vencedor, com um total de 10.50 em 20 pontos possíveis. Logo de seguida ficou Ruben Gonzalez, apenas com uma diferença de 0.25 pontos para o primeiro lugar. Marlon Lipke e António Silva acabaram com 5.65 e 4.70, respectivamente. Importante ainda lembrar que Ruben Gonzalez partiu uma prancha já no fim do heat e teve de nadar até terra para ir buscar outra prancha, ficando assim com pouco tempo para melhorar a sua pontuação.

Nic a festejar a sua vitória na Praia de Carcavelos junto com os amigos. Fonte: Surftotal.com
Nic a festejar a sua vitória na Praia de Carcavelos junto com os amigos
Fonte: Surftotal.com

Vasco Ribeiro, tal como Nicolau, está de parabéns. Depois de ter sido o último português ainda em prova e de ter eliminado grandes surfistas, como Mitch Crews, Dayyan Neve ou Kai Otton, o surfista da praia do Estoril voltou a fazer história ao chegar à ronda de 24 – ronda esta em que encontrou Patrick Gudauskas (USA) e Santiago Muniz (ARG), conseguindo um excelente segundo lugar e uma passagem à fase seguinte do Australian Open of surfing. Vasquinho estava então, portanto, nos 16 melhores surfistas do evento, mas tinha agora pela frente Bede Durbidge, surfista que percorre o WCT há já 10 anos. O único português em prova começou da melhor maneira, ao conseguir fazer a melhor onda do heat, mas infelizmente não foi suficiente, uma vez que Bede somou um 8.33 ao seu 7.50. Deste modo, Vasco não conseguiu superar o surfista australiano, mas ainda assim ficou com um excelente nono lugar. Vasco acumulou 920 pontos, entrando assim para o TOP 100 Mundial.

Vasco Ribeiro a descolar em mar australiano. Fonte: Aspworldtour.com
Vasco Ribeiro a descolar em mar australiano
Fonte: Aspworldtour.com