cab ténis

Não é só o futebol que passa por um período de defeso. O ténis também o tem, e é por épocas do natal. Terminada a temporada tanto no circuito masculino como no feminino, alguns dos tenistas e das tenistas de top começam a anunciar a sua mudança de treinadores.

Roger Federer é o exemplo máximo destas alterações. O tenista suíço, actual nº6 do ranking ATP, dispensou Paul Annacone como seu técnico principal. Federer tinha escolhido o treinador responsável pela parte final da carreira de Pete Sampras para o orientar nesta fase mais avançada da sua carreira; no entanto, Federer continuará a jogar pelos court’s mundiais sem a companhia do técnico norte-americano.
Enquanto treinador de Roger Federer, Annacone ajudou o tenista a conquistar duas competições de final de temporada (o ATP World Tour Finals), bem como um título de Wimbledon, para além de ter feito com que o suíço regressasse ao topo do ranking mundial.

Anúncio Publicitário

Pode-se concluir que foi uma relação frutífera e na verdade Paul Annacone está a protagonizar este período de defeso, visto não ter tido um único dia de descanso. O ex-nº12 ATP já está a orientar Sloane Stephens, uma talentosa tenista norte-americana, actual nº…12 do ranking feminino, e que este ano atingiu as meias-finais do Austrália Open. Tal como com Federer, Annacone estará à experiência antes de avançar para uma parceria a título definitivo.

Outro dos destaques desta pré-temporada tenística prende-se com Caroline Wozniacki, ex-nº1 mundial, que atingiu a final do US Open em 2009; deixou de ser orientada pelo seu pai, Piotr Wozniacki (numa relação parecida à de Michelle Brito com o seu pai), passando a ser agora treinada por Thomas Hogstedt, ex-tenista sueco e ex-treinador de Maria Sharapova, que viu a relação ser terminada após a derrota da russa frente a Michelle Larcher de Brito, na 2ªronda do grand slam de Wimbledon este ano. Curiosamente este encontro foi eleito pelo WTA (Associação Feminina de Ténis) como uma das maiores surpresas do ano.

João Sousa e o seu treinador, Frederico Marques Fonte: Wikipedia
João Sousa e o seu treinador, Frederico Marques
Fonte: Wikipedia

Nesta época de defeso atarefada, só os portugueses parecem passar ao lado de todas estas mudanças. João Sousa continuará ligado a Frederico Marques, que o acompanhou neste ano fantástico, enquanto Gastão Elias deverá manter a sua ligação de longo termo com Jaime Oncins. Rui Machado continuará também, ao que tudo indica, a contar com a colaboração de André Lopes (agora em acumulação com o cargo de seleccionador nacional da Fed Cup), enquanto Frederico Gil continuará concentrado na sua recuperação. A “jovem estrela” Frederico Silva manterá os laços que o ligam a Pedro Felner, isto depois de ter conquistado o Nacional de Equipas pelas Caldas da Rainha, tendo no entanto rescindido com a sua agência de gestão de imagem, a IMG.

Por outro lado, António Van Grichen, um dos treinadores portugueses com mais sucesso pelo mundo, continua ligado à Federação Australiana de Ténis, onde colabora com a equipa técnica da Fed Cup, para além de colaborar pontualmente com outras tenistas do circuito mundial.