Partimos para o último torneio Challenger do circuito mundial que vai ser disputado em Portugal, no Complexo Municipal de Ténis da Maia. Depois de, no ano passado, ter voltado a fazer parte do calendário tenístico, este ano a prova da Maia volta para a segunda edição.

Este foi um ano atribulado para o ténis português, mas que até começou bastante bem com Pedro Sousa a alcançar a sua primeira final ATP da carreira. No entanto, este acabou por ser um ano de várias desilusões, nomeadamente com João Sousa, que acaba o ano no seu pior ranking desde 2013.

O Challenger da Maia aparece como a segunda e última hipótese para vermos um tenista português levantar um troféu desta categoria, em Portugal, neste ano de 2020. No momento em que escrevo, Frederico Silva acabou de se qualificar, mas ainda não disputou a final do Challenger de São Paulo, por isso ainda existe a possibilidade de acabarmos 2020 com dois títulos portugueses nesta que é a “segunda divisão” do ténis mundial.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Frederico Silva (@fredsilva95)

Anúncio Publicitário

No que diz respeito ao elenco português, o torneio contará, garantidamente, com a presença de seis no Quadro Principal. Pedro Sousa, segundo cabeça-de-série, João Domingues, Frederico Silva, Nuno Borges, Gastão Elias e Gonçalo Oliveira são os representantes nacionais, sendo que os últimos três beneficiaram de wlid card para ter acesso a este quadro.

A estes seis elementos poderá ainda juntar-se Luís Faria que joga este domingo a última ronda de qualificação. De toda a armada lusa, Pedro Sousa é o favorito a chegar mais longe no Quadro, mas Frederico Silva também tem jogado a um bom nível com bons resultados, inclusive joga hoje a final do Challenger de São Paulo, no Brasil.

No que toca ao elenco, como um todo, Pedro Martínez é o primeiro cabeça-de-série e principal favorito a vencer este torneio. O espanhol vem de duas finais seguidas neste nível de torneios, na última das quais venceu Jaume Munar, um nome bem conhecido do ténis mundial e que venceu o Challenger de Lisboa há não muito tempo. Em Roland Garros, Pedro Martínez chegou à 3.ª Ronda do torneio o que consolida, ainda mais, a sua posição de favorito neste torneio.

Foto de capa: Complexo Municipal de Ténis da Maia

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome