cab reportagem bola na rede

No dia de ontem, Portugal confirmou a vitória frente à seleção Marroquina. João Sousa e Frederico Silva não tiveram qualquer problema em levar de vencida a dupla marroquina formada por Lamine Quahab e Younes Rachidi, apesar de algumas dificuldades sentidas durante o primeiro set. Os parciais da vitória portuguesa ilustram bem aquilo que digo: 7-6/6-0/6-1.

A dupla portuguesa, talvez vítima de algum nervosismo, não entrou nada bem e cedo se viu a perder por 4-1. O número um português, possivelmente acusando algum cansaço, sentiu inúmeras dificuldades nas trocas de bolas de fundo do court. No entanto, a dupla nacional soube reagir; Quando o marcador se encontrava em 4-2 favorável a Marrocos, e com a ajuda de Lamine Quahab, que cometeu duas duplas faltas, Portugal concretizou o break. Logo de seguida, Frederico Silva teve que salvar dois break points, diga-se com grande autoridade, e igualou o set a 4 jogos.

A primeira partida só se viria mesmo a resolver num equilibradíssimo tie-break; Destacar um excelente ponto, quando o resultado era de 6-5 (40-40) favorável à dupla marroquina, do jovem Frederico Silva. Portugal ainda se encontrou em desvantagem por 4-1, curiosamente o mesmo resultado com que se tinha encontra durante o 1.º set, mas conseguiu elevar o nível e levar de vencida a primeira partida.

Estava assim dado o mote para uma grande exibição! A dupla portuguesa conquistou desta forma, e até com alguma naturalidade, a segunda e terceira partida com grande autoridade. A excelente exibição de Frederico Silva, em estreia pela seleção nacional (a “contar”), é merecedora de uma enorme salva de palmas; O português, detentor de 2 títulos do grand slam em juniores, demonstrou-se imperturbável durante todo o encontro e chegou, inclusive, em alguns momentos a realizar pontos de altíssimo nível.

Em conferência de imprensa, o selecionador nacional, Nuno Marques, disse estar bastante contente com o desempenho da dupla portuguesa; Por sua vez, João Sousa, também obviamente contente pelo resultado obtido, realçou a vitória no primeiro set, “Conseguimos vencer um set muito equilibrado, o que ajudou bastante para o resto do encontro”; O estreante Frederico Silva confessou algum nervosismo inicial, “A partir de meio do primeiro set senti que estava mais dentro do encontro”.

No dia de hoje, foi a vez de Frederico Silva, novamente, e de João Domingues, em estreia pela seleção nacional, entrarem em campo. Num encontro bastante disputado, onde o jovem português até chegou a servir para o fecho da primeira a partida, foi derrotado pelos parciais de 7-6/6-4. A maior experiencia do Marroquina foi fundamental para a decisão do encontro. Por sua vez, João Domingues não teve grandes dificuldades e bateu o número três marroquino, Mehdi Jdi. O português entrou bastante descomplexado e a jogar bastante bem e venceu assim o primeiro set por 6-2; Na segunda partida, o marroquino esboçou uma pequena reação, mas João Domingues soube impor-se e triunfou em 2 sets (6-2/7-5).

No rescaldo da eliminatória, o selecionador nacional, bem como toda a equipa, fez um balanço bastante positivo destes três dias de competição. Vasco Costa, presidente da federação portuguesa de ténis, não deixou antever o local da próxima eliminatória frente à Finlândia; Relativamente aos objetivos traçados, o presidente da federação foi bastante claro e afirmou que o objetivo é subir de divisão e de seguida tentar chegar ao grupo mundial.

Em resumo, foi um fim-de-semana bastante positivo para o ténis português. Segue-se a seleção finlandesa, cujo grande pilar é Jarko Nieminem. A eliminatória realizar-se-á entre os dias 17 e 19 de Julho, com o lugar, bem como a superfície, será anunciada pela federação portuguesa de ténis muito brevemente.

O Bola na Rede teve o maior gosto em acompanhar todas as incidências desta eliminatória. Agradecimentos à Federação Portuguesa de ténis.

Foto de Capa: Gaspar Ribeiro Lança

Comentários