Anterior1 de 3Próximo

Na última quinzena, realizou-se o masters 1000 de Indian Wells, um dos torneios mais importantes do circuito mundial de ténis, que contou com os melhores tenistas da atualidade. No paraíso do ténis, expressão que utilizam para caraterizar este evento, aconteceu tudo menos o esperado. Alguns diziam que Djokovic ia ser o campeão, outros que Roger Federer ia erguer o seu 101º troféu e alguns fãs de Nadal acreditavam que o maiorquino ia levar a melhor, mas nenhum destes jogadores foi o campeão no final destas duas semanas de excelente ténis.

No torneio masculino, tivemos algumas surpresas nos primeiros encontros, que chocaram os amantes da modalidade. Nick Kyrgios entrava no torneio com o título de Acapulco no bolso e estavam depositadas muitas expetativas no jovem australiano. Porém, foi eliminado no seu primeiro encontro por Philipp Kohlschreiber, o dark horse do torneio, que viria a eliminar de seguida o sérvio e nº1 do mundo, Novak Djokovic.

Na mesma metade do quadro, havia um duelo muito esperado entre duas das maiores jovens promessas do ténis mundial: Stefanos Tsitsipas e Felix Auger-Aliassime. Apesar do favoritismo do grego, Felix jogou a um excelente nível para ganhar a partida em parciais diretos. O alemão Alexander Zverev era um dos dos candidatos ao título, mas foi eliminado muito cedo pelo seu compatriota Jan-Lennard Struff, por 6-3 e 6-1.

Djokovic é eliminado no seu segundo encontro em Indian Wells
Fonte: BNP Paribas Open

Os principais cabeças-de-série da parte superior do quadro estavam eliminados, com a exceção de Dominic Thiem. O austríaco chegou aos Estados Unidos muito longe da sua melhor forma, com derrotas pesadas na terra batida da América do Sul. Os jogos apareciam e Thiem jogava o seu melhor ténis, até que, nas meias-finais, eliminou Milos Raonic numa dura batalha por 7-6 6-7 e 6-4. Na metade inferior, esperava-se um “Fedal”. Roger Federer e Rafael Nadal alcançaram as meias-finais e íamos ter mais uma edição de uma das maiores rivalidades da história. Infelizmente, o espanhol contraiu uma lesão no joelho e não conseguiu ir a jogo. Assim sendo, no derradeiro encontro sobravam o maestro Roger Federer e o austríaco Dominic Thiem. Contra todo o favoritismo do suíço, Thiem, depois de perder o primeiro set por 6-3, faz um break madrugador e alcança o segundo set, no parcial decisivo, o jogador mais novo quebra o serviço a 5-5 e fecha o set por 7-5. Primeiro master 1000 conquistado pelo austríaco e este entra no lote de jogadores que venceram o suíço em todas as superfícies.

Campeão: Dominic Thiem

Revelação do torneio: Philipp Kohlschreiber

Jovem Promessa em destaque: Felix Auger-Aliiassime

Anterior1 de 3Próximo

Comentários