cab ténis

O torneio de Wimbledon’2015 começará com um fantástico duelo entre o número 1 mundial, Novak Djokovic, e o alemão Philipp Kohlschreiber – o mais cotado de entre os não cabeças-de-série, um jogador que causa sempre dificuldades aos jogadores de top e o último jogador a derrotar Djokovic antes dos quartos-de-final de um torneio do Grand Slam (Roland Garros 2009). Kohlschreiber é, porém, também um jogador conhecido por vacilar nos momentos decisivos dos encontros importantes, esperando-se assim uma vitória de Djokovic em 4 ou 5 sets.

Caso passe este duro teste inicial, Djokovic terá ainda de lidar com adversários potencialmente difíceis, como Tomic e Nishikori/Cilic/Isner, no seu caminho para as meias-finais, sendo no entanto o claro favorito a vencer este quarto do quadro.

O segundo quarto é o de Wawrinka, recente campeão de Roland Garros. Não se prevê que João Sousa lhe cause muitos problemas na primeira ronda (péssimo sorteio para o Português), mas jogadores como Dimitrov/Gasquet e Raonic serão certamente ameaças, especialmente tendo em conta que esta é a pior superfície do suíço.

Wawrinka aparece no torneio depois da vitória em Roland Garros Fonte: Angela n.
Wawrinka aparece no torneio depois da vitória em Roland Garros
Fonte: Angela N.

Havia grande curiosidade para saber onde estaria o 10.º (!) cabeça-de-série Nadal no quadro; o espanhol está em rota de colisão com Andy Murray nos quartos-de-final, isto se sobreviver às quatro primeiras rondas, que podem envolver um duelo com Dustin Brown (que o derrotou em relva o ano passado) e o seu compatriota David Ferrer na quarta ronda.

Anúncio Publicitário

Por fim, Federer tem um quadro aparentemente acessível até aos quartos-de-final, onde o deverá esperar Berdych, numa reedição dos quartos-de-final de 2010, em que o Checo interrompeu a série de 7 finais de Wimbledon consecutivas de Federer com uma sensacional vitória. Federer, porém, é o favorito e sentirá que tem aqui uma boa oportunidade para lutar por um décimo oitavo título do Grand Slam e oitavo em Wimbledon.

Quadro mais difícil: Tsonga. Muller, Istomin, Karlovic/Dolgopolov e Murray só para chegar aos quartos-de-final. A sorte não tem estado com Tsonga ultimamente; depois de falhar 16 break points contra Wawrinka em Paris, uma lesão abdominal impediu-o de preparar Wimbledon convenientemente e o quadro torna as contas ainda mais difíceis.

Quadro mais acessível: Raonic. O Canadiano tem uma excelente possibilidade de repetir as meias-finais do ano passado caso se apresente em boa forma. Dimitrov, Gasquet e Wawrinka afiguram-se como os únicos obstáculos; a forma de Dimitrov este ano tem deixado muito a desejar e Wawrinka é um jogador inconsistente e também longe de ser tão temível em relva como é nas outras superfícies.

Previsões dos quartos-de-final para a frente:

Quartos-de-Final

Djokovic vs Cilic 3-1

Raonic vs Wawrinka 3-1

Murray vs Nadal 3-1

Federer vs Berdych 3-2

Semi-Final

Djokovic vs Raonic 3-1

Federer vs Murray 3-1

Final

Federer vs Djokovic 3-2

Foto de Capa: HausOf_Diegoo

Comentários