cab ténis

Depois de, na semana passada, aqui neste mesmo espaço ter falado das transferências de treinadores entre tenistas do circuito ATP e WTA, esta semana vamos olhar para o território nacional e analisar o novo quadro de seleccionadores nacionais definidos pela Federação Portuguesa de Ténis.

De cima para baixo, já aqui falei também da composição da selecção da Taça Davis, liderada por Nuno Marques e co-adjuvada por Emanuel Couto. A Federação optou pelo método de transformar o seleccionador de Sub18 no treinador da equipa nacional de forma a ficar responsável pela transição dos júniores para os séniores. Não me parece má estratégia e com alguns atletas pode trazer frutos.

Em Femininos, André Lopes será o seleccionador nacional, com Miguel Sousa a ser o treinador da equipa e respectivamente o seleccionador de Sub18. Curiosamente são dois treinadores ligados ao CIT Leiria, um clube que conheço bem. O André não conheço pessoalmente, mas o trabalho que fez com o Rui Machado fala por si. Quanto ao Miguel Sousa, é um homem metódico e de trabalho. Tem feito um bom trabalho, juntamente com o Gilberto Valente no clube leiriense, com resultados visíveis na variante feminina.

Nos mais jovens, Joana Pangaio será a seleccionadora feminina e Vítor Ferreira o masculino. A Joana treina no CT Porto, foi nº1 nacional em Sub18 e Séniores e chegou a disputar o circuito profissional. Com conhecimento teórico mas também prático, é uma escolha acertada. O Vítor Ferreira está ligado à Escola de Ténis da Maia, com uma grande dinâmica.

Equipa de Sub18 com Emanuel Couto www.tenis.pt
Equipa de Sub18 com Emanuel Couto
Fonte: tenis.pt

Em Sub14, Manuel Costa Matos e Gonçalo Neves assumem os destinos das equipas masculina e feminina deste escalão. Para não incorrer em erro e porque não sou um profundo conhecedor do trabalho de ambos, aqui vou-me abster de comentar. Em Sub12, Joana Roda, também ela leiriense, assumirá os destinos da equipa feminina. A Joana tem feito igualmente um bom trabalho no desenvolvimento de jovens atletas, estando ligada ao SmasTour e também à criação de um circuito para jovens tenistas na região de Leiria. O Paulo Santiago é o director de formação da Associação de Ténis de Lisboa e um dos novos fortes da construção de jovens atletas em Portugal.

Para finalizar é ainda importante referir que Nuno Mota será o coordenador de todas as selecções jovens. O Nuno Mota foi um dos impulsionadores do ténis nos Açores, em São Miguel, e agora está na academia de Pedro Felner, onde trouxe uma nova dinâmica à escola liderada pelo técnico de Frederico Silva.

Num plano mais pessoal, e com a ida de Nuno Marques para seleccionador nacional, Maria João Koehler será agora orientada por Pedro Magalhães, tendo como base o Centro de Alto Rendimento no Jamor. Já está na hora de alguém fazer bom uso daquilo…

Comentários

Artigo anteriorO Merceeiro e o Mustang
Próximo artigoKing of the jungle
O Miguel jogou ténis durante mais de dez anos, sendo actual vice-presidente do clube ténis da sua terra natal, Almeirim. Para além disso, acompanha a modalidade desde 2008, tendo feito já a cobertura do Portugal Open, entre outros, e tendo sido já comentador convidado da Eurosport para a modalidade.                                                                                                                                                 O Miguel não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.