Anterior1 de 2Próximo

E eis que chegou ao fim o terceiro Grand Slam da temporada. Num dos melhores jogos de sempre da história do ténis, Novak Djokovic levou a melhor sobre Roger Federer e conquistou o segundo troféu consecutivo em Wimbledon.

Antes de falar partida decisiva é importante recordar o percurso de ambos os tenistas no torneio:

Percurso de Novak Djokovic :

64avos de final:  Novak Djokovic 3-0 Philipp Kohlschreiber

32avos de final:  Novak Djokovic 3-0 Denis Kudla

16avos de final:  Novak Djokovic 3-1 Hubert Hurkacz

Oitavos de final: Novak Djokovic 3-0 Ugo Humbert

Quartos de final: Novak Djokovic 3-0 David Goffin

Meias-Finais:       Novak Djokovic 3-1 Roberto Bautista- Agut

Novak Djokovic teve um percurso bastante tranquilo até à final. O tenista de 32 anos foi sempre superior aos seus adversários e os resultados das partidas demonstraram isso mesmo. Nesta caminhada do número um mundial destaco as vitórias diante de David Goffin e Roberto Bautista-Agut, uma vez que, teoricamente, apresentavam um maior grau de dificuldade. No entanto, nenhum deles teve a capacidade de contrariar o poderio do sérvio no court.

Novak Djokovic alcançou a sua sexta final em Wimbledon      Fonte: ATP World Tour

 Percurso de Roger Federer

64avos de final:  Roger Federer 3-1 George Harris

32avos de final:  Roger Federer 3-0 Jay Clarke

16avos de final:  Roger Federer 3-0 Lucas Pouille

Oitavos de final: Roger Federer 3-0 Matteo Berrenttini

Quartos de final: Roger Federer 3-1 Kei Nishikori

Meias-Finais:       Roger Federer 3-1 Rafael Nadal

Roger Federer não enfrentou grandes adversidades no seu caminho até ao jogo do título. A vitória folgada frente ao seu rival Rafael Nadal acabou por ser o grande destaque no percurso do suíço de 37 anos.

Roger Federer venceu Rafael Nadal nas meias finais e alcançou a sua 12º final em Wimbledon
Fonte: ATP World Tour
Anterior1 de 2Próximo

Comentários