O primeiro Masters 1000 da temporada começou esta quinta-feira, em Indian Wells, e a questão do momento é quem poderá fazer oposição a Roger Federer, que procura o seu sexto título no deserto californiano. O suíço ainda não perdeu este ano, com títulos no Open da Austrália e em Roterdão (onde ascendeu à primeira posição do ranking), e o seu eterno rival Rafael Nadal não vai estar presente devido a lesão.

O segundo cabeça-de-série é Marin Cilic, finalista do Open da Austrália. O croata não tem tido muito sucesso na sua carreira em Indian Wells, com apenas uma presença nos quartos-de-final, sendo um jogador notoriamente inconstante.

Quiçá a maior ameaça para Federer na metade inferior do quadro será Juan Martin del Potro, recentemente campeão em Acapulco e único jogador a vencer Federer em torneios do Grand Slam desde o início de 2017. O argentino verá aqui uma boa chance para continuar a subir no ranking e conquistar o seu primeiro título desta categoria.

Federer é o favorito em Indian Wells
Fonte: Facebook Oficial Roger Federer

Dimitrov e Zverev ganharam títulos desta categoria em 2017, apesar de ainda não terem conseguido fazer o impacto que desejam em Grand Slams. Estarão à procura de continuar nessa senda, assim como Thiem, que ainda está à procura dum primeiro título Masters 1000.

Anúncio Publicitário

Dito isto, a grande história do torneio é o regresso de Novak Djokovic ao activo. O sérvio foi operado após a sua derrota contra Chung, em Melbourne, e volta esta semana à competição, sendo difícil prever quão longe poderá ir dado não sabermos o seu estado físico. Não tem um sorteio fácil, com Kei Nishikori (também a tentar voltar ao mais alto nível depois de lesão) na segunda ronda e Del Potro nos oitavos-de-final. Mas claro que, dado os seus pergaminhos, e se estiver completamente recuperado, Djokovic pode até ser o principal candidato a parar Federer.

Foto de Capa: Indian Wells 2018