No torneio WTA Premier Mandatory de Indian Wells, a grande vencedora acabou por ser a japonesa Naomi Osaka, a grande revelação deste torneio considerado o “quinto Grand Slam” da época tenística. Sem o estatuto de cabeça-de-série, atribuído às 32 jogadoras com melhor ranking aquando da realização do sorteio do quadro principal, a jovem (apenas 20 anos!) nipónica fez um torneio absolutamente brilhante e arrecadou o seu primeiro troféu da categoria WTA ao levar de vencida na final a russa Daria Kasatkina, também ela uma surpresa ao chegar à final mas que podia ser considerada algo favorita pelo seu melhor ranking e por estar a uma vitória de se estrear no top 10 do ranking feminino (com esta bela prestação, fica no 11º lugar da classificação aos 20 anos).

Num duelo Next Gen, expressão habitualmente usada quando dois atletas do circuito masculino (ATP) com grande potencial se enfrentam, a jogadora asiática conseguiu controlar melhor as emoções neste jogo decisivo e não deu grandes hipóteses à sua adversária, ganhando pelos parciais de 6-3 e 6-2. Foi um encontro sem grande história, uma vitória relativamente tranquila de Osaka, mas o mais importante não é falar do encontro decisivo, mas sim do caminho até ao último jogo. A japonesa “despachou” a romena Simona Halep (atual número um mundial) por 6-3 6-0 nas meias-finais, depois de ter deixado pelo caminho Maria Sharapova, Agnieska Radwanska, Sachia Vickery, Maria Sakkari, Karolina Pliskova e as duas atletas anteriormente citadas no seu glorioso caminho que culminou hoje com a conquista do troféu californiano.

A semana perfeita da nipónica terminou com a conquista do seu primeiro torneio WTA
Fonte: BNP Paribas Open

Por sua vez, a atleta oriunda do leste europeu eliminou Katerina Siniakova, a atual detentora do troféu do US Open, Sloane Stephens, a número dois mundial Caroline Wozniacki, a germânica Angelique Kerber e a americana Venus Williams. Foi, portanto, um torneio repleto de surpresas, onde vimos duas atletas com menos de 21 anos a chegar à final pela primeira vez desde que Kim Clijters e Serena Williams disputaram a final de 2001. Pese embora o facto de apenas a jogadora Japonesa ter saído de Indian Wells com o cetro de campeã, ambas melhoram substancialmente o seu posto na próxima atualização do ranking WTA.

A campeã surge no 22º lugar, melhorando substancialmente o seu melhor lugar de sempre, que era o 40º. A tenista russa fica literalmente às portas do top 10, ao se posicionar no 11º posto, como já referi anteriormente.

Para além dos resultados, fica a sensação de que neste torneio a nova geração mostrou que pode ombrear com as melhores da atualidade e que o futuro está bem recheado de grandes valores, capazes de assumir lugares de destaque no médio/longo prazo!

Anúncio Publicitário

 Foto de Capa: BNP Paribas Open

 

Comentários