João Domingues, Gonçalo Oliveira e Frederico Silva entraram em court esta semana. Fica agora a conhecer as prestações dos jovens tenistas portugueses.

No Canadá, Gonçalo Oliveira manteve a boa forma, principalmente na vertente de pares do Challenger de Drummondville. O tenista, de 25 anos, sofreu uma derrota inesperada em singulares, na primeira ronda, ao ser derrotado pelo número 429.º do ranking ATP. O mesmo não aconteceu na vertente de pares onde só foi travado na grande final.

Para ter a oportunidade de lutar pelo título, Gonçalo Oliveira e o seu parceiro Roberto Cid Subervi deixaram para trás três duplas. Na final, defrontaram os franceses Manuel Guinard e Arthur Rinderknech.

Gonçalo Oliveira chegou à sua segunda final do ano
Fonte: Antalya Open

A partida foi equilibrada, prova disso foi as duas idas a tiebreak para resolver as contas do encontro. Nessas duas vezes, a dupla do português não contou com o apoio da sorte e viu a dupla francesa levar a melhor ao fim de uma hora e meia de jogo.

Gonçalo Oliveira, número 278.º do ranking, não conseguiu repetir a conquista do título do Challenger de Dallas, porém, o tenista luso terá nova oportunidade no Challenger de Calgary, no Canadá.

Resultado Final: Gonçalo Oliveira e Roberto Cid Subervi 0-2 Manuel Guinard e Arthur Rinderknech (6-7/6-7)

João Domingues disputou o ATP 500 do Rio de Janeiro, no Brasil. O tenista português garantiu a entrada no quadro principal do torneio brasileiro, após concluir com sucesso a fase de qualificação. O jogador, de 26 anos, defrontou o tenista italiano Federico Gaio (127.º no ranking do ATP) na primeira ronda. Com um tiebreak ganho no primeiro set e um 6-4 no segundo jogo, João Domingues garantiu não só um lugar nos oitavos de final, como também a sua melhor marca em 2020.

A jogar para marcar presença nos quartos de final, o tenista natural de Oliveira de Azeméis enfrentou, novamente, um italiano. No entanto, o português não teve a mesma felicidade de sair com a vitória. O seu adversário, Gianluca Mager foi um osso duro de roer no primeiro set e com isso conquistou a vantagem na partida.

João Domingues não teve a vida fácil perante Gianluca Mager
Fonte: ATP do Rio de Janeiro.

No segundo set, João Domingues equilibrou o encontro e chegou a ter um break de vantagem, porém Gianluca Mager repôs a igualdade no marcador e, pouco depois, voltou a repetir o break que lhe podia ter dado a vitória, mas João Domingues respondeu logo de seguida e levou o jogo para tiebreak. No desempate, o tenista italiano chegou a liderar o resultado por 6-1, todavia, o número três nacional lutou até ao fim e reduziu para 5-6. A servir para empatar a partida, João Domingues viu Gianluca Mager fazer o 7-5 e terminar com as suas aspirações de seguir em frente na competição.

Resultado Final: João Domingues 0-2 Gianluca Mager (3-6/6-7)

Por fim, Frederico Silva viajou até Itália para participar no Challenger de Bergamo. O tenista português, de 24 anos, não teve uma semana muito agradável, uma vez que foi eliminado no seu primeiro jogo pelo número 365.º do ranking. Frederico Silva, 188.º classificado da tabela mundial, só entrou verdadeiramente no encontro no segundo set.

Frederico Silva teve longe do seu melhor esta semana
Fonte: Lisboa Belém Challenger

Com inúmeras oportunidades para levar a partida para terceiro set, o jogador nascido nas Caldas da Rainha não foi capaz de finalizar e, em pouco mais de uma hora, viu o tenista francês Baptiste Crepatte confirmar o triunfo.

Resultado Final: Frederico Silva 0-2 Baptiste Crepatte (3-6/4-6)

Foto de Capa: Open do Rio de Janeiro

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários