Depois de Estoril e Braga, continua o ténis de alto nível em solo nacional, desta feita com o Lisboa Belém Open. À partida para mais uma semana de ténis, as principais figuras eram Taro Daniel, finalista vencido em 2017 e 82.º do ranking ATP, Pedro Sousa, vencedor do Braga Open, o veterano Tommy Robredo e os jovens Felix Auger-Aliassime e Alex de Minaur. De fora, ficava o número dois nacional, Gastão Elias, devido a uma lesão no ombro que já o havia feito desistir no Minho.

O primeiro embate de nível deu-se nos oitavos com Tauro Daniel a ter de passar por Lukas Rosol. Já nos quartos de final, Pedro Sousa derrotou a estrela canadiana em ascensão Auger-Aliassime por 6-3; 6-1, enquanto o chileno Christian Garin conseguiu desafiar o favoritismo de Tauro Daniel em três sets, até de forma surpreendentemente esclarecedora no final após ceder o primeiro (4-6; 6-1; 6-0).

Depois da vitória em Braga, Pedro Sousa caiu nas meias em Belém
Fonte: Lisboa Belém Open

No caminho para a final, encontrar-se-iam os dois num dos melhores encontros do torneio. Mais uma vez a três sets (5-7; 7-5; 6-4), Garin voltou a conseguir levar a melhor e tirar a Portugal a esperança de chegar ao título.

Na final, encontraria o espanhol Tommy Robredo. Aos 36 anos, o veterano é 227.º do ranking ATP, bem longe do quinto posto que chegou a ocupar há já mais de dez anos e afastou Sebastian Ofner para marcar presença no encontro decisivo.

Anúncio Publicitário

Em quase duas horas de jogo, a veterania mostrou a sua importância e deu para Robredo sair com a vitória. O jovem chileno entrou melhor no desafio e tomou a dianteira da partida, vencendo o primeiro set por 6-3. Robredo respondeu da melhor forma e devolveu o segundo set pelo mesmo parcial de 6-3. Com tudo empatado, valeu a experiência do espanhol que teve a cabeça fria necessária para conquistar o título com um 6-2 no terceiro e último set. 

Arevalo e Reyes-Varela venceram em pares
Fonte: Lisboa Belém Open

Na variante de pares, com final disputado no sábado, Marcelo Arevalo e Miguel Angel Reyes-Varela vingaram a derrota da final de Braga, conquistando o troféu em Lisboa, derrotando na final a dupla surpresa do torneio, Tomasz Bednarek e Hunter Reese, por parciais de 6-3; 3-6; 10-1.