cab ténis

Um mês após o fim do torneio de Wimbledon, os melhores tenistas do mundo voltam a estar em acção no Canadá para o sexto torneio Masters 1000 da temporada. O campeão em título é Jo Wilfried Tsonga, que teve uma campanha absolutamente sensacional em 2014, batendo Djokovic (#1), Murray (#9), Dimitrov (#8) e Federer (#3) consecutivamente, com a perda de apenas um set.  De então para cá, o francês tem sido fustigado por constantes lesões, que o tiraram do top 20 e o obrigarão a outra campanha heróica se quiser revalidar o título: Coric e Bautista Agut nas duas primeiras rondas e depois muito possivelmente Cilic, Murray, Nadal/Nishikori e Djokovic.

O grande favorito ao título é, sem dúvida, Djokovic, que ganhou todos os 4 Masters 1000 que disputou esta temporada e 2 dos 3 Grand Slams. O seu quadro afigura-se bastante acessível, com um Dimitrov que está a rubricar uma péssima temporada e um Berdych que o sérvio sempre dominou. Nas meias-finais, Wawrinka seria um adversário muito complicado mas o suiço é tudo menos consistente; não espantaria ninguém se víssemos Gasquet, Kyrgios ou especialmente o homem da casa, Milos Raonic, atingir as meias-finais nesta parte do quadro.

Será este o 5º masters do ano para Djokovic? Fonte: Facebook de Djokovic
Será este o 5º masters do ano para Djokovic?
Fonte: Facebook de Djokovic

Na primeira parte da metade inferior do quadro, um confronto entre Nadal e Nishikori nos quartos-de-final parece inevitável. Nadal venceu o torneio de Hamburgo em terra batida de maneira muito pouco convincente, não parecendo estar ainda de volta ao seu melhor; Nishikori venceu Washington este domingo e parece ter aqui uma oportunidade de ouro para finalmente vencer Nadal, o único jogador de topo (além de del Potro) que ainda não conseguiu levar de vencido.

Na última parte do quadro, Murray é o favorito – apesar da surpreendente derrota contra Gabashvili em Washington – mas temos vários jogadores que podem ser muito perigosos se jogarem perto do seu melhor nível: o campeão em título, Tsonga, o vencedor do US Open, Martin Cilic ou Gael Monfils… na metade superior do quadro, Djokovic é o claro favorito para chegar à final, mas a metade inferior parece bem mais aberta, com vários candidatos a chegar à final.

No que toca à participação portuguesa, João Sousa tem uma primeira ronda complicada mas longe de ser impossível contra o recente campeão de Bogota, Bernard Tomic, seguindo-se Cilic na segunda ronda em caso de vitória. Não se espera um grande resultado de João Sousa neste torneio, mas o quadro podia ter sido pior.

Previsões a partir dos quartos-de-final:

Djokovic 2-0 Berdych

Raonic 2-0 Kyrgios

Nishikori 2-1 Nadal

Tsonga 2-0 Monfils

Semi-Final:

Djokovic 2-0 Raonic

Nishikori 2-0 Tsonga

Final:

Djokovic 2-1 Nishikori

Foto de capa: Facebook de Rafa Nadal

Comentários