A final do torneio de Roma contou com todos os ingredientes que uma boa final precisa: Bom tempo, estádio cheio e dois dos melhores tenistas de sempre.

Novak Djokovic e Rafael Nadal disputaram, em Itália, mais um título na carreira. O encontro não podia ter começado da melhor para o espanhol. Em 40 minutos, conseguiu um feito nunca antes alcançado no histórico de encontros dos jogadores, ao aplicar um 6-0 no primeiro set. Início monstruoso da Nadal, que pôs Djokovic em sentido e o obrigou a vencer o segundo set para continuar na disputa do encontro.

E assim foi. Djokovic entrou mais concentrado e determinado no segundo set e conseguiu um break point que foi decisivo para levar o encontro para terceiro set. Para além de um jogo mais disputado, o público pôde assistir, também, a pontos de outro mundo, por parte dos dois jogadores.

No set decisivo, Nadal voltou a entrar com tudo e conseguiu um break point no primeiro jogo de serviço de Djokovic. Confirmado o break, o tenista espanhol garantiu a vitória no seu serviço e passou a ter uma vantagem de dois jogos. Em desvantagem, o tenista sérvio tentou correr atrás do prejuízo, mas voltou a sofrer novo break point. A partir daqui, Nadal aproveitou a sua experiência e soube gerir o encontro para confirmar a vitória.

Duas horas e meia depois, estava encontrado o vencedor do torneio de Roma. Rafael Nadal somou, desta forma, a sua nona vitória no torneio italiano.

Djokovic, apesar da derrota, vai permanecer na liderança do ranking.

Foto de Capa: ATP Tour

Comentários