Jogo do título

Numa final espera-se sempre grande equilíbrio e emoção, no entanto este não foi o caso.

O primeiro set ficou definido nos primeiros minutos, isto porque Denis Shapovalov permitiu ao tenista sérvio conquistar o break. De seguida, Novak Djokovic terminou com sucesso o seu jogo de serviço e passou a ter três jogos de vantagem. Com uma exibição claramente abaixo do que tinha feito nas partidas anteriores, Denis Shapovalov não conseguiu recuperar da desvantagem e foi para o segundo set com mais pressão, na tentativa de lutar pelo troféu.

Novak Djokovic impôs o seu jogo e foi em vantagem para o segundo set
Fonte: ATP World Tour

O número 28 do ranking ATP regressou ao court com mais confiança, o que lhe possibilitou disputar mais os pontos e, por conseguinte, o encontro. Ainda assim, foi Novak Djokovic quem alterou, de novo, com uma quebra de serviço, o rumo da partida aquando do 3-3 com Denis Shapovalov a servir. O tenista canadiano esteve próximo de responder na mesma moeda no serviço do sérvio, porém faltou finalizar o ponto. A servir para vencer a final, Novak Djokovic apostou as fichas todas e confirmou o triunfo.

Denis Shapovalov teve muitas dificuldades para discutir a partida
Fonte: ATP World Tour

Uma hora depois estava encontrado o vencedor do último Masters da época. Novak Djokovic chegou, desta forma, ao seu quarto título em 2019 e ao quinto título no Masters 1000 de Paris. Apesar do triunfo, Novak Djokovic viu o seu rival Rafael Nadal passar para a liderança do ranking ATP. Já, Denis Shapovalov mantém a mesma posição na classificação mundial.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: Paris Masters

artigo revisto por: Ana Ferreira