Novak Djokovic e John Millman defrontaram-se, este domingo, na final do Open de Tóquio. Ambos os tenistas partiram com grandes ambições para este jogo. Por um lado, o tenista sérvio procurava o tão aguardado regresso aos títulos, tendo em conta que o último que venceu foi em Wimbledon. Importa recordar que Novak Djokovic sofreu uma lesão no ombro aquando do US Open, afastando-o dos courts até esta semana. Já John Millman tinha como grande objetivo derrotar o líder do ranking ATP, mas mais importante que isso, conquistar o seu primeiro torneio ATP em 2019.

Novak Djokovic regressou às finais, após uma paragem devido a lesão
Fonte: ATP de Tóquio

A final do torneio japonês não teve grande história, uma vez que Novak Djokovic dominou totalmente a partida, tal como tinha acontecido durante a sua caminhada até este jogo. No primeiro set, o número um mundial conquistou um break no segundo jogo de serviço do adversário. Esta quebra de serviço permitiu a Novak Djokovic aumentar a sua vantagem na partida para três jogos e, posteriormente, vencer o primeiro set.

John Millman teve grandes dificuldades em contrariar o jogo do seu adversário
Fonte: ATP de Tóquio

O segundo set seguiu a tendência do primeiro jogo. O tenista natural da Sérvia abriu o set com duas quebras de serviço seguidas e, desta forma, terminou com as aspirações de John Millman. O máximo que o jogador australiano conseguiu fazer foi reduzir a desvantagem evitando assim sair a zeros.

Novak Djokovic precisou de pouco mais de uma hora para conquistar, pela primeira vez, o Open de Tóquio. O tenista de 32 anos segue agora para o Masters de Xangai, na China, onde, caso vença, poderá consolidar a liderança do ranking, tendo em conta que Rafael Nadal (número dois mundial) cancelou a sua participação devido a lesão.

Foto de Capa: Open de Tóquio

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários