A primeira etapa do Circuito Sénior, organizado pela Federação Portuguesa de Ténis e realizado no Algarve, contou com a presença dos melhores tenistas nacionais, entre os quais: João Sousa, Pedro Sousa, Gastão Elias e Frederico Silva. No entanto, nenhum deles foi capaz de conquistar o troféu.

Este torneio contou com muitas surpresas, desde logo a eliminação de João Sousa e Frederico Silva na fase de grupos. Nuno Borges e Tiago Cação foram os responsáveis por deixar estes dois tenistas pelo caminho, respetivamente. Nos restantes grupos, Pedro Sousa e Gastão Elias cumpriram com as expectativas e passaram às meias-finais. Porém, Pedro Sousa, devido a lesão, teve de abandonar a competição dando lugar a Pedro Araújo.

Na luta por um lugar na final, Nuno Borges voltou a surpreender, desta vez ao vencer por 2-0 Gastão Elias. Na outra meia-final, Pedro Araújo não desperdiçou a segunda oportunidade que lhe foi dada e derrotou Tiago Cação, também por 2-0.

Dois jovens, duas promessas e apenas um vencedor. Apesar de ambos terem tido uma excelente semana, Nuno Borges partiu para esta final como favorito, tendo em conta que eliminou dois candidatos ao triunfo na competição. Esse mesmo favoritismo veio-se a verificar muito cedo na partida, uma vez que Nuno Borges conquistou um break no segundo jogo de serviço de Pedro Araújo.

Pedro Araújo foi para o segundo set atrás do prejuízo
Fonte: Fedderação Portuguesa de Ténis
Anúncio Publicitário

O tenista natural da Maia segurou a vantagem de três jogos até ao final e seguiu na liderança do marcador. No segundo set, a história repetiu-se. Nuno Borges voltou a ter uma boa entrada no encontro e fez break no primeiro jogo de serviço do adversário. Pedro Araújo teve bastantes dificuldades para contrariar o jogo do número 596.º do ranking e permitiu nova quebra de serviço que deu o triunfo a Nuno Borges.

Esta iniciativa da Federação Portuguesa de Ténis segue agora para Lisboa e contará, mais uma vez, com um vasto número de tenistas portugueses que procuram, sobretudo, recuperar o ritmo competitivo, após vários meses afastados dos courts.

Foto de Capa: Federação Portuguesa de Ténis

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários