A seleção portuguesa de ténis viajou até à Lituânia para disputar o play-off de permanência do Grupo I da Taça Davis. João Sousa, Frederico Silva, Pedro Sousa e João Domingues foram novamente chamados pelo selecionador Rui Machado para representar as cores nacionais.

O primeiro português a entrar em ação foi Frederico Silva. O tenista de 24 anos defrontou Laurynas Grigelis e precisou de duas horas e meia para confirmar o primeiro ponto para Portugal. A partida até começou bem para o tenista da casa, uma vez que venceu o primeiro set, após ganhar o tiebreak. Insatisfeito com o resultado, Frederico Silva lutou para conseguir a reviravolta e foi mesmo isso aconteceu. Com um 6-3 no segundo set e um 6-0 no set decisivo, Frederico Silva colocou Portugal em vantagem na eliminatória.

Portugal iniciou, com uma vitória de Frederico Silva, a eliminatória da Taça Davis
Fonte: Lisboa Belém Challenger

João Sousa entrou no court logo de seguida para jogar contra o 791.º classificado do ranking ATP. O número um nacional não teve grandes problemas para somar a sua primeira vitória do ano e igualar João Cunha e Silva na lista de jogadores portugueses com mais triunfos em encontros de singulares na Taça Davis. Grande dia para o tenista vimaranense que deu mais um ponto à seleção nacional.

João Sousa igualou o registo histórico de João Cunha e Silva
Fonte: Estoril Open

Na manhã de sábado, Pedro Sousa e João Sousa bateram a dupla da Lituânia constituída por Laurarynas Grigelis e Lukas Mugevicius. Para fechar em grande, Pedro Sousa venceu o respetivo jogo, em singulares, e fechou o resultado da eliminatória num expressivo 4-0.

Anúncio Publicitário

Sete anos depois, Portugal voltou a sorrir fora de casa. A seleção portuguesa regressa aos courts em setembro para jogar o acesso à fase de qualificação para as Davis Cup Finals de 2021.

Foto de Capa: ATP World Tour

Comentários