cab ténis

128 jogadores estavam em prova no primeira domingo do torneio, mas restam agora apenas 8 para  os quartos-de-final. Na parte superior do quadro, teremos a ‘final antecipada’ entre Djokovic e Nadal e também Murray vs Ferrer, enquanto que na metade inferior do quadro teremos Nishikori vs Tsonga e Wawrinka vs Federer. Vejamos os destaques da primeira semana do torneio.

Destaques positivos

-7 dos 8 primeiros cabeças-de-série atingiram os quartos-de-final, tal como na Austrália. Em Melbourne, foi Federer que ‘falhou’, aqui foi Berdych, derrotado pelo sempre perigoso Tsonga;

-Djokovic e Nishikori ainda não perderam qualquer set neste torneio, Tsonga, Federer, Nadal e Wawrinka perderam um cada, enquanto que Murray e Ferrer perderam dois;

Anúncio Publicitário

-Cilic ia numa série de 19 sets consecutivos ganhos em torneios do Grand Slam, mas essa série foi interrompida por uma convincente derrota (6-2 6-2 6-4) contra David Ferrer, que assim atingiu os quartos-de-final de Roland Garros pelo quarto ano seguido;

-Cinco jogadores franceses chegaram aos oitavos de final, mas apenas Tsonga se qualificou para os quartos; Gasquet perdeu em 3 sets contra Djokovic, Chardy em 4 sets contra Murray, Simon em 3 contra Wawrinka e Monfils em 4 contra Federer;

-Kokkinakis e Coric ambos atingiram a terceira ronda, um feito assinalável para dois jovens de 18 anos. Kokkinakis bateu Basilashvili e recuperou de 0-2 em sets para vencer o seu compatriota Tomic, ao passo que Coric levou de vencida Querrey e Robredo em dois encontros muito disputados. Derrotas em 3 sets contra Djokovic (Kokkinakis) e Sock (Coric) em nada mancham o excelente desempenho destes dois jovens jogadores;

-O português João Sousa rubricou uma excelente prestação, vencendo facilmente Pospisil e tirando pela primeira vez na sua carreira um set a Andy Murray (ao sexto duelo entre ambos) e causando-lhe muitas dificuldades durante dois sets;

-Gael Monfils. O que se pode dizer acerca do Francês? A maneira como desperdiça o seu enorme talento com ténis ‘pouco inteligente’ pode deixar muitos irritados, mas a verdade é que os seus encontros são sempre espectáculos imperdíveis e esta semana não fugiu à regra.

Gael Monfis protagonizou até agora um dos melhores encontros do torneio. Fonte: Facebook Oficial de Roland Garros
Gael Monfis protagonizou até agora um dos melhores encontros do torneio.
Fonte: Facebook Oficial de Roland Garros

Destaques negativos

-Grigor Dimitrov perdeu na 1ª ronda de Roland Garros pelo segundo ano consecutivo (Karlovic em 2014) sem sequer ganhar um set. Sock não era um adversário fácil, mas esperava-se bem mais de Dimitrov – que continua a mostrar-se incapaz de corresponder às expectativas que muitos têm dele;

-Garcia-Lopez tinha chegado à 4ª ronda o ano passado e parecia ter um quadro bastante favorável este ano, mas uma surpreendente derrota na primeira ronda contra Steve Johnson em 5 sets acabou com o seu torneio;

-Verdasco registou uma das piores derrotas da sua carreira, ao perder contra Benjamin Becker – apesar de ganhar dois sets por 6-0 e 6-1 -, um dos piores jogadores de terra batida do circuito;

-Bautista Agut foi dizimado por Rosol na segunda ronda – 6-4 6-2 6-2 – e vai assim abandonar o top 20 do ranking mundial após o torneio.

-Berdych perdeu pela primeira vez este ano contra um jogador fora do top 10 mundial, rubricando uma exibição muito frouxa contra Tsonga na quarta ronda, se bem que se especula com uma lesão nas costas o possa ter afectado nesse encontro.

Maior surpresa – De longe a vitória de Becker sobre Verdasco, dado a superfície. Algumas casas de apostas ofereciam odds de 20 numa vitória do alemão.

Melhor ponto do torneio – https://www.youtube.com/watch?v=uxQF8NJKTyw Um passing shot extraordinário de Kei Nishikori contra Thomaz Bellucci na segunda ronda

Melhor encontro – A vitória de Monfils contra Pablo Cuevas – um daqueles encontros ‘loucos’ que só pode mesmo acontecer com o Francês. O encontro parecia ganho por Cuevas a meio do quarto set, mas do nada Monfils começou a jogar um ténis sublime e deu a volta ao resultado.