logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Ténis: US Open – Djokovic em busca do 10º título do Grand Slam

cab ténis

Começa esta segunda-feira em Nova Iorque o último Grand Slam da temporada, com o croata Marin Cilic a defender o título sensacionalmente conquistado em 2014.

O quadro é encabeçado pelo #1 mundial Novak Djokovic, que está em busca do seu 10º título do Grand Slam, terceiro da temporada e segundo em Nova Iorque. O sorteio foi bastante favorável ao sérvio, pelo menos nas quatro primeiras rondas, em que não parece haver ninguém que o possa seriamente desafiar. Goffin causou dificuldades em Cincinnati, mas fazê-lo num Grand Slam é outra história, além de que o Belga demonstrou nesse encontro que tende a vacilar mentalmente quando tem uma oportunidade de vencer um jogador de topo.

Nos quartos-de-final, Djokovic poderá defrontar Nadal numa reedição das finais de 2010, 2011 e 2013 deste torneio. Tendo em conta a forma demonstrado este ano, esperar-se-ia uma vitória fácil de Djokovic; aliás, nem sequer há garantias de que Nadal chegue aos quartos-de-final, com jogadores que o bateram recentemente como Lopez, Raonic e Coric na sua secção do quadro. Mas independentemente do momento de forma, Nadal é sempre um nome que mete medo, havendo sempre a possibilidade do espanhol elevar o seu nível a qualquer momento. Djokovic não estará decerto satisfeito com este sorteio.

Será Nadal capaz de dar luta a Djokovic? Fonte: Facebook de Rafael Nadal
Será Nadal capaz de dar luta a Djokovic?
Fonte: Facebook de Rafael Nadal

Nas meias-finais, o adversário projectado para Djokovic é Kei Nishikori, no que seria uma reedição da meia-final do ano passado ganha pelo Japonês. O #4 mundial tem no entanto tarefa bem difícil no caminho para as meias-finais, com Paire na primeira ronda, Dolgopolov na terceira ronda, Monfils ou Tsonga nos oitavos e por fim uma possível repetição da final de 2014 contra Cilic nos quartos-de-final. Não chocaria ninguém se um destes jogadores surpreendesse Nishikori e atingisse as meias-finais, se bem que o Japonês comece como favorito.

Na metade inferior do quadro, o sorteio ditou Murray vs Wawrinka e Federer vs Berdych como possíveis quartos-de-final. Murray tem uma primeira ronda bem difícil contra o explosivo Australiano Nick Kyrgios, mas caso consiga ultrapassar esse obstáculo parece ter caminho livre para os quartos; para Wawrinka as principais ameaças, além da sua própria inconsistência, serão Sock, Simon e quiçá Gulbis. Murray e Wawrinka defrontaram-se por três vezes neste torneio, com Wawrinka a vencer em duas dessas ocasiões.

Para Berdych, o principal obstáculo no caminho para os quartos será Gasquet na quarta ronda, ao passo que Federer terá provavelmente de lidar com os serviços monstruosos de Isner ou Karlovic na mesma quarta ronda. Caso Federer e Berdych se defrontem, porém, espera-se um grande duelo; é verdade que o checo tem desapontado contra os jogadores de topo no último ano, mas não há que esquecer que venceu os últimos dois encontros contra Federer em Grand Slams, um deles neste mesmo torneio em 2012 nos quartos-de-final. Berdych é sempre uma ameaça para Federer quando joga perto do seu melhor.

Previsões a partir dos quartos-de-final:

Djokovic 3-1 Nadal

Nishikori 3-2 Cilic

Wawrinka 3-1 Murray

Federer 3-2 Berdych

Meias-finais:

Djokovic 3-2 Nishikori

Federer 3-1 Wawrinka

Final:

Djokovic 3-2 Federer

 

É um torneio relativamente aberto, mas a aposta segura é sempre Djokovic, que tem demonstrado ser de longe o jogador mais consistente e fiável. Não sendo imbatível, será necessária uma exibição fantástica para o eliminar num encontro à melhor de 5 sets em hardcourt.

Outros destaques:

-Djokovic perdeu 4 das 5 finais que atingiu em Nova Iorque;

-Este será o último torneio da carreira de Mardy Fish, que tem uma excelente oportunidade de vencer pelo menos um encontro;

-O sorteio foi bastante cruel para a nova vaga do circuito: Kyrgios defronta Murray na primeira ronda, Coric defronta Nadal, Kokkinakis defronta Gasquet. Chung tem tarefa mais acessível com Duckworth na primeira, mas espera-o Wawrinka na segunda ronda.

-O US Open teve seis campeões diferentes nas últimas sete edições, apenas Nadal conseguiu vencer por duas vezes neste período.

Foto de capa: Facebook de Djokovic

O Manuel é um apaixonado pelo desporto, mas especialmente futebol e ténis. Desde criança que segue ambas as modalidades de forma religiosa.                                                                                                                                                 O Manuel não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O Manuel é um apaixonado pelo desporto, mas especialmente futebol e ténis. Desde criança que segue ambas as modalidades de forma religiosa.                                                                                                                                                 O Manuel não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA