cab Volei

Três jogos. Três partidas, todas com importâncias distintas.

Foi na passada sexta-feira que Portugal começou a sua participação na Poule J da 3ª ronda europeia de apuramento para o Campeonato Mundial de 2014 contra a Eslovénia. Tendo ainda pela frente durante o fim-de-semana a Macedónia e a Sérvia como oponentes, a Eslovénia era um importante passo para o apuramento, visto ser a equipa, digamos, “mediana” entre os três oponentes, com uma Macedónia mais fácil de derrotar e uma Sérvia como o alvo mais difícil de abater.

Anúncio Publicitário

Portugal ainda entrou com máxima pujança no primeiro set, dominando-o até à vitória nos parciais, mas a liderança, especialmente no bloco avassalador dos eslovenos nos próximos parciais, deslocou a posição dos portugueses em relação à luz verde na esperança de vitória. Vitória perante os eslovenos na sexta-feira faria uma entrada mais ‘tranquila’ no fim-de-semana e para as próximas partidas, aumentando as esperanças de ser o melhor segundo lugar de entre todas as poules e garantir, assim, a participação na fase final. Este melhor segundo lugar de entre as cinco poules acabou por ser da França.

Esperando esse lugar que acabaria por ser ocupado pela França, Portugal entrou no Sábado numa partida mais tranquila mas bem disputada com a Macedónia. Diria que o selecionador português Hugo Silva conseguiu comunicar bem a “lição” do jogo do dia anterior, sendo que existiu mais consistência, especialmente no bloco, e muito menos serviços falhados no Sábado, levando a um três a zero com vitória para Portugal.

Portugal x Macedónia - Joao José no ataque  http://www.fpvoleibol.pt
Portugal x Macedónia – João José no ataque
Fonte: fpvoleibol.pt

O ‘osso mais duro de roer’ estava agendado para o domingo, num confronto com a Sérvia – uma seleção forte e muito consistente. Apesar do receio após uma partida mais desequilibrada na sexta-feira, Portugal conseguiu entrar bem no jogo, vencendo o primeiro set por 25-22 – levando obviamente a Sérvia a ajustar imediatamente a sua posição na partida, visto que precisaria apenas da vitória em um set para garantir o apuramento e Portugal assumira a liderança logo nas primeiras parciais.

Acumulando, de novo, alguns erros no serviço e outros menos habituais de ataque, Portugal não resistiu nos restantes três sets, tendo a Sérvia vencido por três sets a um. “Tenho de estar satisfeito. Surpreendemos a Sérvia no primeiro set e conseguimos jogar bem. A diferença é que eles conseguem jogar sempre com a mesma intensidade e ritmo e nós ainda temos de melhor muito nesse aspeto” – foram estas as palavras do capitão português João José (atual jogador da AJ Fonte do Bastardo), comprovando o potencial de Portugal e assumindo de novo a luz verde para um futuro que passará pela qualificação para o Campeonato da Europa e, mais tarde, a Liga Mundial.

Resta corrigir erros e trabalhar para um futuro risonho, quando se pôde encarar este fim-de-semana como uma ‘antevisão’ do que aí vem.