Cabeçalho modalidadesFicaram decididas este fim de semana as equipas que vão disputar a série dos últimos e a série dos primeiros, da segunda divisão feminina, numa jornada em que tudo, mas mesmo tudo, estava em jogo. Se os primeiros classificados (e, consequentemente, os primeiros apurados para a série dos primeiros) já estavam decididos há algum tempo, os segundos eram ainda uma incógnita.

Na série A, o Ginásio Clube Vilacondense – GCV – já tinha o primeiro lugar garantido e o segundo lugar seria disputado pelo Ginásio Clube Santo Tirso -GCST- e Vitória Sport Club -VSC-, com este último a não ter oportunidade de pontuar, pois gozava do fim de semana de folga. O VSC partia para esta última jornada com um ponto de vantagem sobre o GCST e esperava que este não pontuasse. O Santo Tirso “roubou” um ponto ao primeiro classificado (que, na Taça de Portugal, eliminou uma equipa da primeira divisão, com uma vitória pela margem máxima – 3.0 ao Castêlo da Maia), apurando-se com os mesmos pontos, mesmo número de vitórias e mesmo número de derrotas do Vitória, mas com melhor rácio de sets e de pontos.

Na série B, a Associação Académica de São Mamede –AASM- já tinha o primeiro lugar garantido e o segundo lugar seria disputado pelo Esmoriz Ginásio Clube –EGC- e pela Academia José Moreira –AJM.  O Esmoriz partia para a última jornada com menos um ponto do que a Academia, precisava de ganhar e esperar que a AJM não ganhasse à AASM. E foi o que aconteceu. Vitória por 3.0 ao Ala de Gondomar e derrota da AJM em casa, perante o São Mamede, também por 3.0, num jogo sem muita história. Fica, obviamente, um amargo na boca e a sensação de morrer na praia, principalmente sendo eu atleta da Academia. Jogar para não descer não era, de longe, o objetivo desta equipa.

A equipa de São Mamede Fonte: Pedro Fonseca
A equipa de São Mamede
Fonte: Pedro Fonseca

Na série C, o CS Madeira apurou-se em primeiro lugar, isolado e com grande vantagem (16 pontos) sobre o segundo classificado e apurado, o Clube Nacional de Ginástica.

Espera-se agora o sorteio da 2ª fase e muita disputa pelo lugar no play off para a subida à primeira divisão. A minha aposta inicial recai sobre a Associação Académica de São Mamede, numa luta bastante renhida com o Ginásio Clube Vilacondense; isto tudo sem nunca esquecer a aguerrida equipa de Esmoriz (que tem sempre uma palavra a dizer, como ficou comprovado na fase que agora findou) e sem saber muito bem com o que contar do CS Madeira, que pode sempre ser uma surpresa.

Anúncio Publicitário

Artigo revisto por: Francisca Carvalho