A ascensão do menino Tó | SL Benfica

    - Advertisement -

    Benfica

    O defesa central é a maior surpresa da época dos encarnados e uma promessa do futebol português

    Primeiro ponto e uma pequena sugestão a Rui Costa. Que abra o quanto antes uma escola de futebol em Viseu. Motivo? Parece que andam lá a nascer os futuros craques do SL Benfica. Foi lá que nasceu João Félix, que aos 18 anos se estreou pela equipa principal dos encarnados, e cedo começou a dar nas vistas e a mostrar todo o seu potencial, situação que fez o Club Atlético de Madrid avançar para a sua contratação no ano seguinte. E foi também no distrito de Viseu, mais concretamente em Penalva do Castelo, que nasceu António Silva, que com a mesma idade do agora jogador colchonero, entrou para o onze das águias esta temporada.

    Apesar de começar a época na equipa B, a estreia do central no primeiro escalão do futebol português deu-se na 4.ª jornada, frente ao Boavista FC António Silva alinhou os 90 minutos e foi dos melhores em campo, perspectivando-se já aqui que alguma coisa de bom estava por vir para o número 66 dos encarnados.

    António Silva em acção perante o olhar de Lionel Messi
    Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

    A lesão de Morato no jogo em atraso da terceira jornada, frente ao FC Paços de Ferreira, abriu uma nova janela de oportunidade para António Silva mostrar querer lutar por um lugar no onze de Roger Schmidt. Nem a chegada à última da hora do defesa norte-americano John Brooks fez tremer a nova pérola do Seixal, que pegou de estaca nos encontros seguintes, sendo titular em todos eles até ao momento.

    A sua primeira prova de fogo aconteceu em Turim, no duelo frente à Juventus FC, a contar a para a Liga dos Campeões. E quem pensou que o menino António ia vacilar, enganou-se redondamente. Rubricou uma excelente exibição e contribuiu de forma decisiva para o triunfo do SL Benfica. Chegou mesmo a impor respeito a um dos melhores centrais do mundo, Bonucci, numa espécie de aviso, “agora estou eu aqui e vais ter que levar comigo”. Quem diria, um puto de 18 anos fazer isto a um jogador de 35 e com a enorme experiência que o italiano tem no futebol mundial.

    Entre os jogos do campeonato, a Champions era, sem dúvida, a competição onde o jovem português poderia sentir-se mais nervoso e cometer mais erros. Seguiram-se os dois duelos com o todo-poderoso Paris Saint-Germain FC, e António Silva ia apanhar pela frente o trio atacante Neymar, Messi e Mbappé. E se isto não é um verdadeiro teste para qualquer defesa, independentemente da idade, então não sei o que será um teste a sério. No jogo da Luz mostrou mais uma vez a sua enorme confiança, mas em Paris as coisas já foram diferentes. Apesar da exibição ter sido aceitável, esteve ligado ao golo dos parisienses, ao ser imprudente na abordagem a um lance dentro da grande área, e cometer falta para grande penalidade, convertida depois por Mbappé. Ainda assim, ajudou os encarnados na conquista de dois pontos preciosos no duplo confronto com os franceses para a liga milionária.

    Curiosamente, na última partida frente ao Caldas SC, a contar para a Taça de Portugal, e de forma algo inesperada, fez o seu pior jogo desde que agarrou a titularidade no centro da defesa das águias. A cerca de 15 minutos dos 90 e com o SL Benfica a vencer por 0-1, rececionou mal uma bola em zona proibida e permitiu à equipa das Caldas da Rainha empatar o encontro e levar a discussão da eliminatória para as grandes penalidades, onde viria a perder.

    António Silva denota ainda alguma inexperiência, mas tem já uma maturidade acima da média para um miúdo de 18 anos. Qualidade não lhe falta e sabe que os erros que cometer agora, só lhe vão servir para crescer ainda mais como atleta de alta competição e continuar a evoluir para patamares que lhe permitam ser titular absoluto, não só do SL Benfica, mas de uma equipa de topo europeu. Há quem diga que pode ser o sucessor de Rúben Dias, ou não usasse o mesmo número na camisola que o agora jogador do Manchester City FC envergava quando estava na Luz. E se continuar a mostrar todo o seu talento nas próximas semanas, o menino que um dia viajou de Viseu para Lisboa, pode muito bem sonhar em viajar da capital portuguesa para o Catar já no próximo mês.

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Rui Alves Maria
    Rui Alves Mariahttp://www.bolanarede.pt
    O Rui é natural de Tavira. Desde 2003 que a sua residência é em Odivelas e com essa deslocação teve a oportunidade de frequentar e concluir um Curso Profissional de Técnicas Jornalísticas. O jornalismo foi sempre a sua paixão desde muito cedo e o seu gosto pela escrita foi acompanhando essa mesma paixão. No entanto, é no jornalismo desportivo que se sente mais à vontade para desenvolver todas as suas capacidades.
    Bola na Rede