sl benfica cabeçalho 1Chega a nova época e, com ela, chegam novos reforços para a equipa. A baliza é uma das posições que mais mereceu a preocupação dos Benfiquistas, após a saída do titular indiscutível, Ederson. Júlio César não dá as garantias necessárias e a procura de fortalecimento para as redes das ‘águias’ assumiu-se desde logo como uma primazia no mercado. André Moreira foi contratado ao Atlético Madrid para lutar pela titularidade nas redes dos ‘encarnados’, mas, para além de Júlio César e de Paulo Lopes, conta com mais um concorrente ao lugar que já conhece bem os cantos à casa.

Falamos de Bruno Varela. O guarda-redes, que no ano passado havia sido transferido a título definitivo da Luz para o Bonfim, foi recomprado pelo Benfica, por 100 mil euros. Formado no Seixal, o jovem de 22 anos fez grandes exibições ao serviço do Vitória de Setúbal, contrastando com a época anterior, em que, emprestado ao Rayo Vallecano, mal havia pisado os relvados. A regularidade que assumiu na última temporada (jogou 30 vezes) valeu até a Bruno Varela uma chamada à equipa principal da Seleção Nacional, em março, como substituto de Anthony Lopes.

Esta pode ser uma contratação inteligente por parte do Benfica, face às atuais necessidades do plantel e à redução de custos em contratações, aliadas às excelentes exibições de Bruno Varela pelos sadinos. É um jogador que pode vir a afirmar-se na equipa, também porque tem muita margem de progressão.

O jovem internacional sub-21 volta à casa onde foi formado Fonte: Vitória FC
O jovem internacional sub-21 volta à casa onde foi formado
Fonte: Vitória FC

A titularidade inicial da baliza Benfiquista continua a ser uma incógnita. Será o ‘Imperador’ a escolha inicial ou deverá a escolha recair sobre um dos novos reforços? Para ajudar a responder a essa pergunta certamente servirá a pré-época, tempo de experiências e testes antes do início da nova temporada. Mas a verdade é que a idade de Júlio César e as lesões acumuladas não abonam a seu favor, pelo que Varela parte com alguma vantagem nesse aspeto. Para além de que o facto de ter sido formado no clube também facilita o processo de integração do português, que, sendo jovem, tem ainda muito para evoluir.

O Benfica fica, assim, com 4 guarda-redes no plantel – Júlio César, Paulo Lopes, Bruno Varela e André Moreira –, o que faz que a saída de algum deles seja uma forte possibilidade. Mais uma incógnita que virá agitar as redes da Luz. (Mas que Paulo Lopes possa levantar o troféu do penta campeonato em cima da trave, no final da época.)

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: SL Benfica