Mudam-se os tempos, os treinadores e até a política desportiva, mas parece que há algo que teima em não mudar para os lados da Luz: Adel Taarabt continua a ser o único jogador no plantel encarnado que consegue desempenhar a função de box-to-box quase de forma exímia.

Apesar de o mercado apenas fechar a 6 de outubro, o que é certo é que nenhum reforço para essa posição chegará antes do jogo da terceira pré-eliminatória frente ao PAOK, pelo que Jorge Jesus terá de se focar nos jogadores que dispõe atualmente.

No entanto, pelo que foi possível ver nos jogos transmitidos pela BTV, parece que o técnico português, apesar do que tinha sido avançado por alguns órgãos de comunicação social, conta com o marroquino para orquestrar o futebol ofensivo das “águias”.

Quando se pensava que seria Pizzi a voltar para o centro do terreno, onde Jesus o meteu a jogar na época 2014/15, o técnico surpreendeu tudo e todos ao colocar o médio português a jogar no apoio ao ponta de lança e Taarabt como box-to-box, tendo este até marcado o primeiro golo da partida frente ao AFC Bournemouth.

Anúncio Publicitário

Esta opção por parte do técnico faz todo o sentido, pois Pizzi, para além de não ter a intensidade necessária para jogar num meio campo a dois, também não reúne as características de que Jesus gosta num “8”.

O técnico gosta de médios intensos na pressão e na disputa pela posse de bola, capazes de conduzir a bola em progressão e, Taarabt, com a evolução que apresentou nestes últimos dois anos, preenche os requisitos.

A verticalidade que impõe no seu estilo de jogo tem sido determinante no sucesso da equipa, permitindo queimar linhas adversárias e abrir espaços para desmarcações dos colegas. Com uma complexão física interessante para um centrocampista box-to-box, Adel acrescenta à sua grande visão de jogo e aptidão de passe, uma capacidade de condução de bola exímia, tornando-se num quebra-cabeças para os seus oponentes.

Adel Taarabt foi um dos jogadores mais utilizados na época passada, tendo marcado um golo e feito três assistências
Fonte: Transfermarkt

Além disso, Taarabt tem demonstrado uma grande intensidade e velocidade na reação à perda da posse de bola, o que possibilita à equipa recuperar a bola em terrenos mais adiantados, aumentando assim as probabilidades de sucesso dos encarnados no último terço do terreno.

Não obstante, urge a contratação de um médio box-to-box, pois é virtualmente impossível atacar uma época que se vislumbra longa e intensa com apenas um jogador que consiga desempenhar essa posição. Apesar de Pizzi ou Gabriel também poderem lá jogar, o futebol ofensivo da equipa perde a dinâmica e o fulgor que Taarabt consegue imprimir, pelo que Jesus, certamente, deseja o ingresso de um médio que, na ausência do marroquino, lhe dê garantias de qualidade no miolo do terreno.

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão