sl benfica cabeçalho 1

Finalmente posso dizer que acredito. Finalmente vejo o Benfica a jogar bem, bonito e com soluções. Dois meses sem Gaitán e dois meses a ganhar. Nélson Semedo lesionou-se e André Almeida tem estado a muito bom nível. Rui Vitória deixou de inventar e colocou Pizzi na sua posição original e, finalmente, vejo valor no internacional português. Finalmente temos uma equipa, uma forma própria de jogar e finalmente podemos dizer que estamos na luta pelo titulo.

A época tem vindo a melhorar muito. Cada vez é mais notório que se não fosse a terrível pré-época em que passámos mais tempo a andar de avião do que a treinar ou a jogar futebol poderíamos estar bem melhores. Agora de nada nos vale lamentar, fica a lição para não cometermos o mesmo erro. A equipa cresceu, a verdade é essa. E não fosse Rui Vitória ter sido ‘mansinho’ e ter-se deixado levar pelas bocas do outro lado da segunda circular também não teríamos perdido tanto tempo com exibições deploráveis.

André Almeida saltou para ocupar o lugar deixado por Nélson Semedo e tem sido exemplar Fonte: SL Benfica
André Almeida saltou para ocupar o lugar deixado por Nélson Semedo e tem sido exemplar
Fonte: SL Benfica

Tudo isto agora não interessa e tudo isto é desculpável pelo futebol que o Benfica tem vindo a apresentar. A equipa parece estar toda entrosada: os suplentes entram, jogam e sabem. Agora sim podemos vir a ser campeões, agora sim mostramos ideias, garra e vontade.

Os próximos dois jogos agora serão decisivos. É absolutamente crucial ir ganhar ao Restelo e receber e vencer o Porto. Estes são dois jogos importantes para confirmar as ambições encarnadas. Mais difícil vai ser conciliar estas duas vitórias, quase obrigatórias, com boas prestações na Liga dos Campeões, essenciais para manter a boa imagem que o Benfica tem vindo a reconquistar na Europa e no mundo.

Anúncio Publicitário

Rui Vitória tem a oportunidade de mostrar o porquê de ter sido o escolhido para ocupar o lugar de treinador de uma das maiores equipas do mundo. Estamos a chegar ao topo, mas este não é o caminho mais difícil; o mais difícil é não nos deixar cair. O difícil é subir sem tropeçar e esse é o nosso maior desafio. Luisão e Salvio estão a regressar para ajudar a equipa e a moral está em alta. Que se grite bem alto, que se peça o 35.º, que se peça a Taça da Liga e uma boa prestação nas competições europeias. Somos grandes, seremos sempre grandes. Tinha saudades deste Benfica.

Foto de capa: SL Benfica