Anterior1 de 3Próximo

A abrir a terceira ronda da Liga dos Campeões, e com um ponto de diferença na tabela classificativa, Ajax e SL Benfica mediram forças no Johan Cruyff Arena pela sexta vez na história.

Os primeiros 45 minutos decorreram a um ritmo frenético, com lances de qualidade de ambas as partes. Rafa foi o primeiro a proporcionar uma excelente defesa de Onana, aos 2 minutos. Seguiu-se Seferovic (5’), com mais uma boa resposta, até o Ajax tomar conta do rumo atacante.

Nos minutos que se seguiram, os encarnados foram pressionados a um nível muito intenso, com remates sucessivos e um estilo de jogo ofensivo. Valeu Vlachodimos, que defendeu todos os remates direcionados à baliza, e Conti, que travou, em cima da linha de baliza, um remate de Dolberg (40’), na sequência de um lance aéreo.

O SL Benfica voltou a tomar conta da partida. Através de Salvio, Rafa e Seferovic, que foram incansáveis, concretizou três ocasiões de maior fulgor, que só não se transformaram em golo pela defesa bem compacta dos adversários.

A segunda parte arrancou com uma intensidade relativamente menor que a verificada na primeira. O Ajax assumiu a iniciativa atacante e obrigou Vlachodimos a várias defesas extraordinárias. O SL Benfica respondeu com os homens do costume – Rafa e Seferovic – que criaram mossa na grande área dos holandeses.

A partida manteve a mesma toada e, quando o resultado se preparava para ditar o empate, eis que, ao cair do pano, um corte desajeitado de Conti na grande área permitiu a Neres assistir para a grande área, onde a bola é cortada e chega ao lateral Mazraoui, que disparou e o esférico desviou em Grimaldo, traindo Vlachodimos para o primeiro e único golo da partida.

Ao cair do pano, Mazraoui garantiu os três pontos para o Ajax
Fonte: UEFA Champions League

Um minuto depois, deu-se o apito final, com festejos efusivos da formação da casa e uma tristeza profunda para os comandados de Rui Vitória. A sorte esteve do lado dos holandeses, que levam os três pontos, e de Mazraoui principalmente, porque apareceu quando realmente era necessário.

Fruto da vitória do Bayern Munique por 0-2 na Grécia, e no fecho da primeira volta da competição milionária, o Ajax junta-se aos alemães no topo do Grupo E com sete pontos. O SL Benfica soma três e o AEK zero.

Na próxima jornada, a quarta, repetem-se os jogos desta parelha, mas em campos diferentes. O Bayern recebe o AEK, enquanto o SL Benfica volta a encontrar o Ajax, mas na Luz.

Onzes iniciais:

Ajax: Onana; Mazraoui, De Ligt, Blind e Tagliafico; Van de Beek (Neres 88’), Schone e De Jong; Ziyech, Dolberg e Tadic

SL Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Conti, Jardel e Grimaldo; Fejsa, Gedson Fernandes e Pizzi (Gabriel 79’); Salvio, Rafa Silva (Cervi 90’) e Seferovic

Anterior1 de 3Próximo

Comentários