A derrota caseira por 4-3 frente ao CD Santa Clara veio aumentar, ainda mais, a crise que o SL Benfica vive por estes dias. Se o campeonato já estava comprometido, as exibições recentes da equipa não auguram o melhor desfecho desta época desportiva.

Num momento em que o Benfica se encontra a disputar dois troféus (campeonato e Taça de Portugal), o plantel está muito aquém do esperado, não conseguindo obter os resultados que podia e devia.

Há, no plantel, vários jogadores que não têm sido aposta de Bruno Lage, tal como Andrija Zivkovic. O sérvio é um jogador bastante interessante e pode ser um bom reforço interno para atacar aquilo que falta da temporada. O jovem sérvio não tem sido aposta de Bruno Lage por opção do técnico setubalense.

No SL Benfica desde 2016, Zivkovic tem sido um jogador que tem passado por alguns contratempos com o clube da Luz. Mais recentemente, o Benfica tentou vender o atleta, mas o ex-Partizan recusou-se a sair do clube a qualquer custo. A verdade é que Zivkovic aufere um dos salários mais altos do plantel do Benfica, sendo dos que menos dá à equipa no que toca a resultados desportivos, mas, ainda assim, é tempo de tentar reabilitar este jogador.

Anúncio Publicitário

Dotado de uma técnica anormal, “Zivko” poderia ser muito mais do que aquilo que é. O extremo é um jogador tecnicamente evoluído, tem um pé esquerdo bem acima da média e seria, sem qualquer dúvida, uma boa adição para o Benfica.

No decorrer do jogo frente ao Santa Clara, Lage fez entrar Zivkovic para o lugar de Gabriel e pode-se considerar que Zivkovic correspondeu àquilo que lhe foi pedido, embora o desfecho não tenha sido aquele que era pretendido. Entrou, desequilibrou, jogou e fez jogar.

Zivkovic já não jogava desde o encontro frente ao SC Covilhã, a contar para a Taça de Portugal, há pouco mais de seis meses e não era aposta de Bruno Lage. O treinador do Benfica não contava com o jogador e voltou, assim, a integrar o mesmo nos seus planos para o que resta da temporada.

Usualmente, é colocado a jogar numa extremidade do campo, embora possa pisar terrenos mais interiores. Zivkovic seria uma boa opção para render Pizzi e Rafa, sobretudo o primeiro, que está claramente em quebra de rendimento. No plantel são vários os jogadores que podem jogar a extremo, mas penso que nenhum tem as qualidades de Zivkovic, ou melhor, aquilo que Zivkovic pode dar à equipa a nível técnico.

Andrija Zivkovic é um talento raro e a sua carreira profissional tem sido um autêntico desastre. O facto de ter feito o contrato da sua vida muito jovem (todos os anos o seu salário aumenta até que chegará a cerca de cinco milhões de euros) poderá ser uma das razões para o insucesso do jogador. Ainda assim, a qualidade está lá, faltando apenas a força de vontade de lutar por um lugar no XI.

Artigo revisto por Joana Mendes

Artigo anteriorOlheiro BnR: Ivan Chishkala
Próximo artigoUm Luis Díaz que não voltou da quarentena para os relvados
Licenciado em Ciências da Comunicação, é no jornalismo desportivo que o Bruno encontra a sua razão de viver. A paixão pelo futebol foi-lhe incutida desde cedo, tendo até tido passagens pelas escolas de formação do Sport Lisboa e Benfica. O desporto sempre fez parte do seu quotidiano e agora, fora de campo, segue atentamente a atualidade desportiva, nacional e internacional.                                                                                                                                                 O Bruno escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.