sl benfica cabeçalho 1Nada está ganho, nada está perdido. 2018 começou com um empate amargo, a par de uma exibição deliciosa. A minha dúvida é: saberá o Benfica, afinal de contas, jogar bom futebol?

Refletindo sobre o jogo hoje, bem mais a frio e racionalmente, consigo deixar de lado as mãos na bola, a bola nas mãos e um fora de jogo de “difícil” análise. E, deixando isso de lado, o empate torna-se menos amargoso, porque o que sobra é o que realmente importa: o futebol. Falemos de futebol, então. Que gosto! Talvez o primeiro jogo desta temporada em que o Benfica me consegue deslumbrar. Sim, o primeiro, porque golear o Vitória FC não é sinónimo de “dar banho de bola”.

Tática e estatisticamente, o grande vencedor da noite foi o clube da Luz. “Mas os jogos não se ganham com estatísticas”… eu sei. Os jogos ganham-se com golos e o Sporting foi o mais eficaz. Fez o seu jogo, como tantas vezes o Benfica já fez, e conseguiu um empate em casa de um dos adversários diretos, tornando o resultado mais benéfico para si, que para o rival. Cada um faz o que pode e nada a apontar.

Não pretendo dizer aqui se achei o resultado justo ou injusto, se o Sporting fez bem ou mal em adotar a abordagem que adotou. Isso é quase que irrelevante. Pretendo sim, mostrar o agrado naquilo que o Benfica fez.

O Benfica ainda respira e, afinal, ainda nada está perdido Fonte: SL Benfica
O Benfica ainda respira e, afinal, ainda nada está perdido
Fonte: SL Benfica

Afinal, ninguém desaprendeu a jogar! Afinal, os que já lá estavam e lá continuam, ainda sabem jogar à bola. Talvez haja razão para acreditar. Talvez haja motivo para não desistir. Talvez haja alma para crer.

Anúncio Publicitário

Atenção que tudo isto não apaga o desastre que foi a temporada até agora. Uns bons 90 minutos, não fazem esquecer a derrota com o Boavista, as seis derrotas na Liga dos Campeões, a eliminação da Taça de Portugal, nem a eliminação da Taça da Liga. Só resta o campeonato e só o campeonato importa. Então, se esses 90 minutos se estenderem aos jogos que faltam até à última jornada, talvez possamos acreditar. Se o Benfica depende só dele? Não. Mas os campeonatos não se ganham em jogos grandes. Os campeonatos ganham-se quando o rival perde com uma equipa de meio da tabela. Os campeonatos perdem-se como o Benfica perdeu em 2013, depois de empatar em casa com Estoril. Sim, porque se o Benfica tivesse ganho, o jogo no Dragão teria sido irrelevante.

É verdade que nem sempre o melhor futebol ganha o campeonato. E se pensarmos bem, isso até abona a favor do Benfica, visto que o FC Porto é a melhor equipa até ao momento. No entanto, exibições regulares, jogo bonito e, mais importante, eficácia, poderão ser o empurrão. Se o penta chegará? Não sei. Se este jogo foi o empurrão para o penta que há muito era necessário? Provavelmente. Se há condições para acreditar? Sem dúvida.

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários