Dez finais. É este o ponto de situação e o que falta disputar até ao final do campeonato. O SL Benfica venceu o FC Porto no Estádio do Dragão (1-2) e “virou” a classificação, encontrando-se agora numa posição quase inimaginável tendo em conta o seu passado muito recente. Os “encarnados” chegaram a estar a sete pontos de atraso do FC Porto, sem qualquer esperança numa temporada que nem a metade tinha chegado. A vinda de Bruno Lage para a equipa principal trouxe um novo acreditar, mas acima de tudo muita competência e uma recuperação fantástica ao aproveitar alguns deslizes dos “azuis e brancos”.

Neste momento, o SL Benfica é a equipa mais forte do campeonato. Não só por ter, de longe, o melhor plantel, mas também devido ao ascendente em que se encontra. A equipa da Luz atingiu uma forma bastante regular, bem como uma consistência impressionante e, por isso, os jogadores já entram em campo com uma aura e uma energia fortíssimas e bastante difíceis de ultrapassar.

Este resultado no Dragão poderá muito bem catapultar o SL Benfica para uma época bastante acima das expectativas. É daquele tipo de resultados que aumenta sobremaneira a moral dos jogadores, a moral dos adeptos e cria uma simbiose entre estas duas partes: os jogadores jogam para os adeptos e os adeptos jogam com os jogadores. Todos nós sabemos no que se torna o SL Benfica quando a “onda encarnada” começa a crescer e o quão difícil é pará-la. Pois bem, quer-me parecer que atingimos esse ponto da temporada.

A vitória no Estádio do Dragão poderá catapultar o SL Benfica para uma época memorável
Fonte: SL Benfica

A realidade é que antes do jogo no Dragão já só dependíamos de nós para sermos campeões e o resultado obtido veio confirmar esse estatuto. Conseguimos provar que somos superiores, mas é importante dar continuidade ao óptimo trabalho que tem vindo a ser desenvolvido. Não basta achar que somos melhores. Há que prová-lo a cada jogo.

Tal como disse no início, ficam a faltar dez finais. São elas: Belenenses SAD (C), Moreirense FC (F), CD Tondela (C), CD Feirense (F), Vitória FC (C), CS Marítimo (C), SC Braga (F), Portimonense SC (C), Rio Ave FC (F) e CD Santa Clara (C). Temos seis jogos em casa e quatro fora, sendo que, destes quatro, três poderão trazer dificuldades acrescidas muito por força do facto de serem campos tradicionalmente complicados, nomeadamente Moreirense FC, SC Braga e Rio Ave FC. Dos encontros em casa, aqueles que poderão obrigar a maiores cautelas são Belenenses SAD, Portimonense SC e CD Santa Clara, pois são equipas bastante bem orientadas e com dinâmicas de jogo de qualidade, em que os respectivos treinadores preparam as suas equipas para beneficiar o espectáculo.

No fundo, tudo está nas nossas mãos. Eu estou bastante convicto que, uma vez nesta posição, teremos agora todas as condições para materializar um possível domínio. Da forma como estamos a jogar, com o treinador que temos, os jogadores do nosso plantel e a afluência de adeptos aos nossos jogos, o título poderá ficar mais próximo e, o que há uns meses parecia irreal, hoje é algo bem possível.

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários

Artigo anteriorO Clássico e a AS Roma
Próximo artigoReal Madrid CF 1-4 AFC Ajax: tricampeão europeu humilhado no Bernabéu
Alfacinha de gema e Benfiquista por natureza, Bruno é um obcecado por Futebol e foi através da escrita que encontrou a melhor forma de dar a conhecer essa sua paixão pelo desporto-rei. É capaz de estar desde Segunda-feira até Domingo à noite a ver todos os jogos que passam na TV. Terá sido em pequeno que toda esta loucura futebolística foi despertada pelo seu Pai e pelo seu tio que, respetivamente, o levavam ao Estádio do Restelo e ao Estádio da Luz. Bruno não suporta facciosismos e tenta sempre ser o mais crítico possível para com o seu clube.                                                                                                                                                 O Bruno não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.