É desde o começo da sua carreira como treinador de futebol que Rui Vitória acaba as partidas frente ao Futebol Clube do Porto sem sair vitorioso. Já conta com 16 anos de carreira como treinador, e em qualquer partida frente ao Porto a equipa que Rui Vitória estaria a comandar (ou está) não venceu. Foram cinco equipas sénior ao comando de Rui Vitória, e em nenhuma conseguiu bater o clube da Invicta.

É um registo catastrófico, especialmente agora que está a comandar um dos “três grandes” candidatos ao título e mesmo no seu quarto ano consecutivo ainda não conseguiu vencer o rival azul e branco. Ao todo Rui Vitória jogou contra o Porto 19 vezes, saiu derrotado em 12 dessas partidas e empatou as outras sete.

A primeira vez que defrontou o Porto foi pelo seu primeiro clube como treinador, o Vilafranquense, nas Antas. Num frente a frente com José Mourinho em 2004, a contar para a Taça de Portugal, Rui Vitória saiu derrotado por 4 bolas a 0.

Só voltaria a defrontar o Porto em 2007, desta vez ao comando da sua segunda equipa sénior, o Fátima. O Porto de Jesualdo Ferreira saiu do Estádio Municipal de Fátima com um empate no tempo regular, e uma derrota nas grandes penalidades. Rui Vitória conseguiu aqui um grande feito, pois com um clube relativamente pequeno foi capaz de seguir em frente na Taça da Liga e eliminar um dos maiores de Portugal.

No ano que esteve ao comando do Paços de Ferreira, Rui Vitória empatou uma vez e perdeu outra. A liderar o Vitória Futebol Clube, Rui Vitória não teve muita sorte frente ao Porto. Treinou os vimaranenses por quatro épocas, e encontrou o Porto nove vezes. Dessas nove perdeu sete, e empatou as outras duas. De facto, um registo péssimo frente aos Dragões.

Anúncio Publicitário
Rui Vitória tem um historial desastroso frente ao Porto e conta apenas com uma felicidade ao comando do Fátima quando eliminou os azuis e brancos na Taça da Liga
Fonte: SL Benfica

Depois do Vitória veio o Benfica. Rui Vitória começou a comandar o Sport Lisboa e Benfica em 2015 depois da saída de Jorge Jesus. Um clube com uma camisola muito mais pesada que qualquer outro que tinha treinado antes, e também com muitos mais recursos ao seu dispor, mas o registo manteve-se. Já fez seis jogos contra o Porto enquanto treinador do Benfica, empatou três e perdeu os restantes três.

O grande problema está no facto de os jogos contra os grandes serem os mais decisivos, e Rui Vitória parece falhar nestes precisos momentos. No ano passado, por exemplo, o Benfica estava ainda na liderança do campeonato a quatro jornadas do fim e antes de jogar contra o Porto. Tinha de sair dali com algum ponto para se manter na liderança. O que aconteceu mesmo foi o FC Porto sair de Lisboa com os três pontos, e com isto roubar a liderança do campeonato ao Benfica, a qual nunca mais deixou escapar até ao fim.

Será medo? Ou falta de capacidade para comandar um navio tão pesado?  O registo mantém-se ao longo dos anos, e os triunfos frente ao Porto são não existentes. Será pura falta de sorte? Duvido, até porque em alguns desses jogos Rui Vitória fazia alterações táticas duvidosas e que punham em causa a qualidade performativa do 11 encarnado em campo.

Foto de Capa: SL Benfica