SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Belenenses SAD x SL Benfica

Belenenses SAD 0-7 SL Benfica: O terror foi tanto que o filme ficou a meio

A CRÓNICA: ESTE TEXTO NÃO É SOBRE FUTEBOL

Os jogadores do SL Benfica fazem os normais exercícios de aquecimento. A folha de jogo com os onzes oficiais é lançada pela Liga Portugal mais tarde do que o habitual. As primeiras camisolas azuis sobem ao relvado. Uma é erguida por Álvaro Ramalho, a outra por João Monteiro. Ambos são guarda-redes, mas só um vai estar entre os postes. O eleito é Álvaro. João, à moda da peladinha de final de época, adianta-se para se mostrar como um dos homens de ataque.

Só a vinte minutos do apito inicial, a restante equipa do Belenenses SAD pisa o relvado. Não há os habituais cones espalhados pelo campo nem técnicos a dar instruções. Ainda assim, à entrada no palco do jogo, os audazes resistentes são aplaudidos pelos adeptos.

À hora do início da partida, as equipas perfilam-se no centro do relvado. A linha que o Benfica forma tem o comprimento de onze jogadores, a do Belenenses SAD de nove.

Foi dentro deste cenário que o Belenenses SAD x SL Benfica, que esteve para não acontecer devido ao surto de Covid-19 que assolou a equipa azul, se disputou. No meio de toda a indecisão, a partida foi para a frente sem a magia da competitividade e sem duas equipas capazes de lutar pelo resultado.

Antes do intervalo, o resultado era de 7-0 a favor das águias. Darwin completou um hat-trick, Seferovic bisou, Weigl fez o melhor golo do jogo através de um remate de fora da área e Kau introduziu a bola na própria baliza.

O intervalo durou mais do que o habitual. A demora fez alguns adeptos ensaiarem a saída do estádio, que estava prevista para mais tarde. Regressaram aos seus lugares quando os azuis voltaram ao relvado. No entanto, subiram apenas sete jogadores do Belenenses SAD. O toque de saída é dado e a bola chega aos pés de João Monteiro que a arremessa pela linha lateral e se senta no chão. É chamada assistência médica. Os jogadores reúnem-se e conferenciam durante breves minutos. Nas bancadas, protestava-se contra a Liga. Com menos de sete não se joga e Manuel Mota apita para o fim de um jogo que nunca o chegou a ser.

 

ANÁLISE TÁTICA

Por questões editoriais, o Bola na Rede recusa-se a fazer uma análise tática deste encontro.

 

BNR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

BELENENSES SAD

Rui Pedro Soares: Não há ninguém que tenha mais dignidade do que os nove jogadores que aqui estiveram hoje.

Às 19:13 temos o lote final de jogadores que podiam ir a jogo. Passamos a ter nove jogadores aptos. Às 19:13 pedimos também ao Benfica para não jogar.

A meio da tarde comunicámos à Liga que não tínhamos condições de ir a jogo.

Não há regulamento nem calendário que justifique a vergonha que aqui se passou.

A minha mágoa é em relação ao futebol português.

 

SL BENFICA

Rui Costa: Queria lamentar o que aconteceu hoje.

O Benfica simplesmente cumpriu o regulamento.

Em nenhuma circunstância o Benfica é responsável por esta página negra.

Não permitiria que o futebol português passasse por uma página destas se eu tivesse condições para adiar o jogo.

Não podemos deixar de parte os riscos que corremos hoje em campo.

Faço um extraordinário aplauso aos nove elementos do Belenenses SAD.

Os dois clubes foram obrigados a ir para dentro do campo.

 

Artigo da opinião de Francisco Grácio Martins e João Castro.