Terceiro Anel

Pela terceira vez em quatro anos, o Benfica está nas meias-finais da Liga Europa. De facto, a equipa portuguesa já recuperou quase por completo o seu prestígio internacional, assumindo-se cada vez mais como um peso pesado, pelo menos no que diz respeito à segunda competição mais importante do futebol europeu.

Tal como se esperava, o Benfica acabou por não sentir grandes dificuldades para superar o Alkmaar. A equipa holandesa é voluntariosa, faz o que pode, mas fica a milhas de um Benfica muito forte, que conta com um plantel incomparavelmente melhor, e que joga com uma segurança tremenda. De facto, este Benfica é claramente um grande candidato a vencer esta competição. Tem muitas soluções; os jogadores jogam quase de olhos fechados entre si; o ambiente entre a equipa e adeptos é de uma total sintonia, neste momento.

Porém, há que referir que o Benfica esteve longe de realizar uma exibição de sonho. Mas também não era preciso mais! Com jogos tão importantes como aqueles que aí vêm, os comandados de Jorge Jesus geriram a partida a seu bel-prazer, não permitindo praticamente uma única oportunidade de golo ao Alkmaar.

Um dos momentos mais tristes da temporada benfiquista, a grave lesão de Sílvio Fonte: zerozero.pt (Carlos Alberto Costa)
Um dos momentos mais tristes da temporada benfiquista, a grave lesão de Sílvio
Fonte: zerozero.pt (Carlos Alberto Costa)

E depois, para além de todo este grande  momento do líder do campeonato, outro facto que deixa, e com razão, toda a nação benfiquista em êxtase: o regresso à grande forma de Salvio, que esta noite regressou aos seus grandes tempos, com sprints vertiginosos, passes decisivos, com uma alegria contagiante. Nos dois golos do Benfica, apontados aos 40 e aos 72 minutos – ambos apontados por Rodrigo (está num fantástico momento de forma o avançado hispano-brasileiro) -, Salvio mostrou toda a sua classe, com velocidade, técnica e precisão a conjugarem-se de uma forma perfeita. Pena que Óscar Cardozo não tenha marcado nenhum golo, porque o avançado paraguaio bem tentou fazer o gosto ao pé, tendo sempre o público da Luz a seu lado.

Contudo, e para grande tristeza dos adeptos do Benfica, e dos adeptos de futebol em geral, o desafio ficou marcado pela grave lesão de Silvio, que ao que tudo indica poderá ter acabado com o que resta da temporada para o lateral encarnado. Sem dúvida de que se trata de uma terrível notícia para Silvio, para o Benfica e para o futebol português, e isto porque este polivalente jogador era claramente um atleta a ter em conta, e de que forma, para ser chamado ao Campeonato do Mundo.

Em suma, resta esperar pelo sorteio de amanhã, que irá ditar as meias-finais desta Liga Europa. Uma coisa é certa: este Benfica é um candidato a vencer a prova, qualquer que seja o adversário que calhe em sorte. E não vale a pena pensar no fantasma da época passada, porque com a confiança e qualidade de jogo evidenciadas semana após semana pelos encarnados, é impossível que certos receios ensombrem o que quer que seja.

 

A Figura
Eduardo Salvio – Grande exibição do extremo argentino, que provou estar de regresso aos seus grandes momentos. Repentista, desequilibrador nato, brilhou no relvado da Luz. Notáveis iniciativas que deram origem aos dois golos do Benfica. Em grande, “El Toto”!

O Fora-de-Jogo
Lesão de Sílvio – Fatídico momento aquele em que, logo no início do desafio, Silvio se lesionou gravemente. Um grave problema físico é sempre de lamentar, mas a situação ainda se torna mais triste quando vemos que ocorreu com um atleta muito fustigado por lesões, ao longo da sua carreira, e que estava a realizar uma grande temporada. As mais sinceras melhoras para este excelente futebolista.

Comentários