Terceiro Anel

E pronto. Lá o Sport Lisboa e Benfica voltou a vencer o Sporting Clube de Portugal, em casa, em jogo a contar para o campeonato. Tratou-se da sexta vitória consecutiva do Benfica sobre o eterno rival lisboeta, no seu reduto, sendo que o Sporting não marca um golo na Luz, para o campeonato, desde o dia 29 de Abril de 2007.

Perante mais de 48 mil espectadores na Luz, não houve chuva, nem vento, nem pedaços da cobertura do estádio a cair que demovessem o Benfica de realizar uma das suas melhores exibições nesta temporada. Jorge Jesus optou pelo esquema táctico habitual, não surpreendendo assim a equipa leonina, ao invés de Leonardo Jardim, que manteve a aposta no esquema arrojado que havia escalonado no domingo passado. E a verdade é que o desenho táctico do Sporting não surtiu efeito, já que André Martins, jogando numa das alas, acabou por passar completamente ao lado do jogo, não conseguindo dar profundidade ao jogo da equipa de Alvalade. A ausência, por castigo, de William Carvalho também acabou por ser dramática para o Sporting, visto que ficou claro aos olhos de todos que Eric Dier ainda não tem, e isto se vier a ter, andamento para ser trinco. O jovem jogador do Sporting perdeu-se numa incrível série de passes errados, ficando ainda ligado ao segundo golo do Benfica, após levar um tremendo “nó cego” de Enzo Perez. Por seu turno, o Benfica entrou com tudo, encostando desde logo o Sporting à sua defensiva. Com um Garay e um Luisão imperiais no eixo da defesa; com um Fejsa tremendamente eficaz, mesmo no passe; com um Enzo Perez a realizar um jogo assombroso, imprimindo sempre uma dinâmica enorme ao jogo encarnado; e com um Gaitán a atravessar um delicioso momento de forma, o Benfica justificou plenamente a vitória, sendo que o resultado até poderia ter sido mais dilatado.

Enzo
Enzo Perez jogou, fez jogar e marcou um golo de bandeira
Fonte: Lusa

Em suma, o Benfica posiciona-se numa excelente posição, com um avanço de quatro pontos sobre o FC Porto e de cinco pontos sobre o Sporting. Contudo, ainda falta muito campeonato e sendo assim está tudo em aberto. Até porque, como todos nós sabemos, o Benfica desaproveitou importantes vantagens, nas duas últimas épocas. Porém, uma coisa é certa: este Benfica parece respirar saúde, contribuindo para isso, e muito, o facto de ter claramente o melhor plantel do nosso campeonato.

 

Anúncio Publicitário

A Figura: Enzo Perez. É um médio fantástico, joga com uma intensidade incrível, é o dínamo do Benfica. Sempre com uma elevada rotação, destruiu o jogo do Sporting, armou jogo, sprintou com a bola colada ao pé, esticando bastante o jogo do Benfica. E a cereja no topo do bolo: deu cabo de Eric Dier e depois…remate em arco, esbelto, batendo de forma inapelável Rui Patrício.

O Fora-de-jogo: Eric Dier. Nunca conseguiu parar as investidas ofensivas do Benfica, acusou muito a pressão do jogo, errou inúmeros passes, e ainda deve estar à procura dos rins, após Enzo Perez ter feito gato-sapato de si. Noite para esquecer deste jovem jogador que, a meu ver, ainda poderá ser um excelente defesa-central, e não um trinco.

Comentários