sl benfica cabeçalho 2

O Sport Lisboa e Benfica nunca, em tempo algum, fora uma nação de adeptos portugueses limitada por fronteiras. Ao longo dos seus 112 anos de história, essa realidade foi-se a reforçando e tornou-se uma nação cada vez mais mundial. As águias são, há muito, um clube internacional. Rasgaram as fronteiras e coseram novas à medida que conquistaram o mundo desde a sua criação. Foram renovando essas mesmas fronteiras até que estas mesmas deixaram de existir. Hoje, em qualquer parte do mundo, o Benfica é reconhecido. Mesmo não tendo em conta as conquistas desportivas a nível europeu, o Benfica conseguiu manifestar-se como uma instituição que não reconhece raça, idioma nem nação. Contudo, a conquista do bicampeonato europeu dos anos de 1960/61 e 1961/62 ajudaram na propagação do poderio e alma benfiquista.

A grande expansão da equipa de águia ao peito deu-se devido às colónias portuguesas, principalmente em África. Até 1975/76, Portugal detinha colónias pela costa africana, como são os casos de Angola, Moçambique e Guiné-Bissau. Além disso, Timor fora também uma colónia portuguesa. Apesar de muito antes, o Brasil também pertencera ao território português, herdando a língua materna e suscitando uma enorme empatia pelos “irmãos portugueses”.

O “Rei” Eusébio é de origem moçambicana. Ter esta lenda do futebol a envergar o manto sagrado durante 15 anos expandiu e intensificou o caloroso apoio dos adeptos estrangeiros. Por todo o lado, adeptos do futebol que corria nos pés do “Pantera Negra” apoiavam também o glorioso. Em África, os golos de Eusébio pelo Benfica eram festejados em êxtase. Com eles, o hábito de celebrar golos dos encarnados criou-se e a simpatia pelo clube nasceu no coração africano.

Em São Tomé e Príncipe sabem o que é o Benfica desde pequeninos Fonte: SL Benfica
Em São Tomé e Príncipe sabem o que é o Benfica desde pequeninos
Fonte: SL Benfica 

Em 2006, o Sport Lisboa e Benfica foi considerado, pelo Guinness World Records, o clube com mais sócios do mundo, aclamando assim o título de maior clube do mundo. Na altura eram 160.398 associados. Após recontagem, passaram a 157.000, mas mantém o lugar no top 3 mundial só atrás de Bayern Munique e Arsenal. Sendo estas uma equipa alemã e uma inglesa, onde a população é significativamente superior à população portuguesa (assim como grande parte dos países europeus o são), os resultados do Benfica são excelentes. Em termos internos, é, e sempre foi, o maior clube de Portugal.

Comentários