Início da segunda jornada para Boavista FC e SL Benfica, que se defrontaram esta tarde, após terem entrado na Primeira Liga com triunfos importantes sobre o Portimonense e o Vitória SC, respetivamente.

No Estádio do Bessa, a formação de Jorge Simão manteve o mesmo onze, com os reforços Helton Leite, Neris, Rafael Silva e Falcone. Do lado benfiquista, a lesão de Castillo obrigou à entrada de Ferreyra, num onze que manteve a mesma base.

A primeira parte foi morna e pautada por oportunidades significativas e de claro estudo de ambas as partes, com o objetivo de chegar à baliza adversária.

Através de Cervi (2’) e André Almeida (7’), com um remate de meia distância, o SL Benfica manteve a postura atacante que tem mostrado nos últimos jogos. Do lado axadrezado, a oportunidade mais perigosa aconteceu por intermédio de Falcone (4’), que respondeu ao cruzamento rasteiro de Carraça, com um remate nas malhas da baliza de Vlachodimos.

Anúncio Publicitário

Até ao primeiro golo, o jogo manteve-se bastante dividido, com as equipas a procurarem ter posse de bola e chegar à baliza adversária.

Ao minuto 35, o rumo da partida inverteu-se, com o golo de Facundo Ferreyra. A jogada surgiu no âmbito de um lançamento de Cervi ganho pela defensiva axadrezada. Ferreyra manteve-se atento e ganhou a bola a Idris e Carraça, inaugurando o marcador, com um remate cruzado e rasteiro.

A partir daí, e até ao fim da primeira parte, o SL Benfica entrou em crescendo, com mais posse de bola, e uma oportunidade clara de aumentar a vantagem, com um remate isolado de Salvio (41’) na cara de Helton, que defendeu.

Ferreyra abriu as hostilidades para o triunfo encarnado
Fonte: SL Benfica

Nos segundos 45 minutos, o SL Benfica manteve o mesmo ritmo, com dois remates perigosos de Gedson (47’) e Salvio (48’), num espaço de apenas um minuto.

O Boavista FC respondeu com a sua melhor oportunidade! Ao minuto 56, David Simão converteu um livre com efeito, que terminou com a defesa apertada de Vlachodimos.

Com o resultado em 0-1, o SL Benfica chegou ao segundo golo, com uma arrancada impressionante de Pizzi (62’), após recuperação e assistência de Salvio. Quatro minutos depois, Talocha esteve perto de fazer auto-golo, mas Helton manteve a concentração e afastou a bola em cima da linha de baliza.

Até ao final, o rumo da partida não mudou e, por duas ocasiões, o SL Benfica poderia aumentar a vantagem, através de Zivkovic (87’) e Pizzi (90’).

Apesar das oportunidades, o resultado manteve-se em 0-2, com uma boa exibição do SL Benfica, que soma mais três pontos na Liga Portuguesa. O Boavista FC começou por fazer frente à formação de Rui Vitória, mas a vantagem aparente dos encarnados acabou por fazer com que desaparecessem um pouco no jogo, apesar de terem criado oportunidades interessantes.

Na próxima jornada, o conjunto de Jorge Simão desloca-se a Santa Maria da Feira, para o embate com o Feirense, enquanto o SL Benfica disputa o primeiro derby da temporada, com o Sporting CP.

Onzes iniciais:

Boavista FC: Helton Leite; Talocha, Neris, Raphael Silva e Carraça; Rochinha, Idris (Rafael Lopes 71’), David Simão e Fábio Espinho (Rafael Costa 53’); Falcone e Mateus (André Claro 64’)

SL Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Rúben Dias, Jardel e Grimaldo; Fejsa, Gedson (Alfa Semedo 81’) e Pizzi; Salvio (Zivkovic 74’), Cervi (João Félix 88’) e Ferreyra