Terceiro Anel

Daqui te fala João Miguel Henriques Rodrigues, rapaz gaeirense de 25 anos, doente pelo Sport Lisboa e Benfica. Mas acima de tudo, e neste início de Outono, tenho notado que estou apaixonado por ti, pé esquerdo do Nico Gaitán. E isso porque tu és inigualável, perfeito, o pé mais eficaz deste país à beira-mar plantado. Não vivo sem ti, todos os fins-de-semana fico embasbacado a contemplar-te, em cada fim-de-semana dás-me alegrias. Qual é mesmo o teu segredo?

Chegaste até nós no Verão de 2010, vindo de Buenos Aires, e já vinhas rotulado de craque. Porém, e apesar das tuas inegáveis potencialidades, não te afirmaste de imediato. Aliás, durante muito tempo até pairou a ideia de que tu, pé esquerdo de sonho, apenas funcionavas da forma devida nas provas europeias, quiçá porque querias emigrar, ir para mais altos voos, ser visto por mais gente. Contudo, a páginas tantas, penso que o teu “dono” começou a perceber a dimensão do Benfica, o seu nível estratosférico, a forma como o clube arrasta multidões até num beco de Kinshasa. É muita responsabilidade, não é? Sim, é muita responsabilidade! Mas tu, pé esquerdo que tem de ser protegido a todo o custo, não tens desiludido. Bem pelo contrário! É remates, é passes, é fintas…ufa! Como é que consegues? Assume, vá! Tens olhos? Tens mais do que cinco dedos? Tens poderes especiais?

Minha Nossa Senhora, pé dos deuses!  Fonte: bleacherreport.com
Minha Nossa Senhora, pé dos deuses!
Fonte: bleacherreport.com

Ainda no passado sábado eu me deleitei completamente ao ver-te em acção, meu pé esquerdo adorado. Fazes sorrir milhões, fazes chorar os adeptos adversários, levas-me à loucura. Tu és uma colher, uma máquina de teletransporte, tu tens algum comando aí introduzido, eu sei lá. Desde o Pablo Aimar que eu não me sentia assim! E isso não tem preço, meu pé esquerdo arrasador. Peço-te, quase que te exijo: apenas tens ordens para passar pelo Aeroporto da Portela aquando de jogos do Benfica fora do país. Não vais para outros clubes! Ainda bem que não foste para o Mónaco neste último defeso! Diz-me, o que ias para lá fazer? Era para o teu “dono” ganhar mais ao fim do mês? Lá terias uma massa adepta mínima para te elogiar, lá não há emoção, lá tudo soa a artificial. Aqui não! Aqui tens os olhos todos em cima de ti, és um pé famoso a toda a escala, tens aqui um rapaz demente a dedicar-te um artigo.

Por isso, e como o casamento é para a vida (pronto, eu sei que cada vez há mais divórcios), peço-te: queres casar comigo, pé esquerdo do Nico? Ficas cá comigo, continuas a deixar-me pasmado em frente ao televisor, terás sempre o meu amor incondicional. Porque tu és do melhor que há no meu clube, e quem faz bem ao meu clube…faz-me bem a mim.

Sem compromisso, espero por uma resposta tua. Sem qualquer tipo de pressão. Mas para terminar, um último pedido: arrasa em Leverkusen, aterroriza o conjunto alemão. Enquanto isso, eu vou comprando as alianças…

Comentários