Anterior1 de 4Próximo

sl benfica cabeçalho 1

Silas, ex jogador profissional, veio substituir Domingos Paciência no comando técnico da equipa do Restelo. A equipa do Belenenses partia para este jogo com 20 pontos e em 12.º lugar. Nos últimos dez jogos, empatou sete e perdeu três – o último triunfo da equipa foi a 28 de outubro de 2017 quando venceu o Moreirense em casa por 3-0. Já o Benfica vinha de uma fase positiva, a equipa nos últimos cinco jogos ganhou quatro jogos e empatou um frente ao rival Sporting. Era o primeiro teste a uma equipa sem Krovinovic, um dos jogadores que ganhou maior destaque neste Benfica, e que na última partida sofreu uma lesão que o coloca durante alguns meses fora da competição. João Carvalho perspetivava-se como seu substituto e assim foi. Já o Belenenses alterou quatro jogadores face á última equipa a atuar para o campeonato.

O início do jogo mostrou um Benfica a querer pressionar alto, com João Carvalho a aparecer mais perto de Jonas. No entanto foi uma primeira parte em que o principal destaque foi a capacidade da equipa do Belenenses de jogar igual para igual com a equipa de Rui Vitória como demonstrou a boa triangulação do ataque do Belenenses perto do minuto 35´ que resultou num cabeceamento ainda um pouco por cima da baliza de Bruno Varela. No minuto seguinte, os encarnados responderam com João Carvalho a lançar Cervi em velocidade, no entanto um ressalto evitou o pior para a equipa do restelo. Até ao intervalo a história do jogo não se alterou. O Benfica ainda dispôs de uma boa oportunidade num livre perto da baliza de Filipe Mendes, mas Grimaldo rematou por cima.

A 2.ª parte começou e nenhum dos técnicos fez substituições. O Benfica começou melhor e em dois minutos colocou à prova a defesa da casa. Minuto 48´e boa oportunidade para a equipa do Belenenses. Canto cobrado e de cabeça o central Sasso remata não muito longe da trave encarnada. O Benfica sente a falta de Krovinovic para jogar entre linhas e ligar o jogo em zonas interiores. Pizzi continua uns furos abaixo daquela que é a sua melhor forma e João Carvalho não oferece ao jogo o mesmo que o croata. João Carvalho é substituído ao minuto 61´ por Zivkovic debaixo de um aplauso. O jovem jogador português mostrou bons detalhes.

O Benfica aproximava-se da área contrária, mas sempre sem conseguir criar real perigo. Até que a 20 minutos do fim do jogo, e numa arrancada de Cervi, os encarnados ganham uma grande penalidade que Jonas não conseguiu concretizar. Filipe Mendes adivinhou o lado para onde o brasileiro colocou a bola e, muito seguro, defendeu-a. Cervi perde uma oportunidade incrível ao minuto 77´. Isolado para o guardião do belenenses, o argentino remata muito por cima.

Os minutos finais trouxeram um Benfica a tentar chegar ao golo que resolvesse o jogo, mas sem efeito. Aos 85´minutos e já com Jimenez em campo, Rui Vitória colocou Seferovic para tentar ganhar força na área, porém, é a equipa da casa que consegue chegar ao golo. Corria o minuto 86´ quando o recém-entrado Nathan coloca a equipa do Belenenses em vantagem no marcador, num remate rasteiro de fora da área.

A equipa encarnada tentava chegar pelo menos ao empate, e conseguiu.  No último lance da partida, Jonas consegue chegar ao empate num livre eximiamente cobrado já passavam sete minutos do tempo regulamentar. Até ao final do encontro o resultado não se alterou e a equipa da cruz de cristo arrecadou um ponto importante para aqueles que são os seus objetivos na temporada. Já o Benfica dificulta as contas para o único objetivo que ainda resta da temporada, o de ser campeão.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários